Resultados para: "e normal na gravidez vomitar sangue"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa e normal na gravidez vomitar sangue. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Estou com 17 semanas e os meus seios mudaram – doem e parecem diferentes. Isso é normal?

É perfeitamente normal e muito comum ter alterações nos seios durante a gravidez. Estas são causadas quer por um aumento do fornecimento de sangue quer pelas hormonas da gravidez, em particular nas primeiras 12 semanas. Antes de a sua gravidez estar confirmada devia sentir uma sensação de formigueiro (em especial na zona dos mamilos) pois a afluência de sangue aumentou. Logo nas 6-8 semanas, os seios podem aumentar e tornar-se mais sensíveis e podem começar a ter um aspecto diferente, com veias muito finas a aparecerem Por volta das 8-12 semanas, os mamilos escurecem e podem tornar-se mais erectos, enas 16 semanas, o colostro, o primeiro leite, pode ser espremido. Ler Mais...

Vomitar sangue

Alguns bebés vomitam e o conteúdo do vómito está raiado de sangue. Isto pode acontecer essencialmente por duas razões: nos bebés que estão ao peito, sobretudo nos primeiros dias, pode ser sangue do mamilo da mãe, que eles engolem e que causa irritação gástrica. Quando bolçam nota-se o sangue da mãe. Outras vezes, quando o vómito é repetido e intenso, o sangue vem da faringe e da garganta, e não do estômago, devido ao esforço. É possível, quando os vómitos são violentos (tal como certos acessos de tosse), a cara e o pescoço do bebé ficarem com pintinhas de sangue que não desaparecem à pressão do dedo. Chamam-se petéquias mas não têm a ver com as petéquias das septicemias, por exemplo, que são espalhadas pelo corpo todo. Neste caso, são muito «territoriais», exactamente na região que sofreu o aumento de pressão pelo esforço do vómito ou da tosse, saindo alguns glóbulos dos pequenos vasos que ficaram com alta pressão. Ler Mais...

Farei um teste de HIV?

Todos os testes de rastreio e diagnóstico recomendados na gravidez são opcionais, portanto depende de si e do seu companheiro decidirem se os fazem. Um desses testes é uma análise ao sangue para verificar se tem o vírus da síndroma de imunodeficiência humana ou HIV e sem dúvida que algumas mulheres só descobrem que têm HIV na gravidez É importante fazer o teste da HIV na gravidez pois, se o resultado for positivo, medicação anti-retroviral, monitorização cuidada dos níveis maternos do sangue e um parto cuidado e seguro do bebé podem reduzir as probabilidades da transferência da infecção para o bebé de 40 % para 2 %. Nas mulheres grávidas com HIV é feita uma análise ao sangue por volta da altura do parto para medir os níveis do vírus. Dependendo dos resultados da análise ao sangue, o obstetra ou recomendará uma cesariana ou decidirá que os níveis são suficientemente baixos para ter um parto normal. Depois do parto, as mães HIV positivas são aconselhadas a alimentar a biberão, mais uma vez para reduzir o risco de transferência do vírus para o bebé. Ler Mais...

Que análises ao sangue vou ter de fazer e quando?

Fazem-se várias análises ao sangue durante a gravidez. Além das análises ao sangue de rotina, feitas durante os exames pré-natais para avaliar o seu estado de saúde, também há análises ao sangue para despistar problemas com o bebé. Durante as primeiras 12 semanas terá de fazer uma análise de rotina ao sangue para verificar os seus níveis de hemoglobina, a parte do sangue que transporta o oxigénio. Embora esta diminua um pouco na gravidez, pois o sangue torna-se mais diluído, um nível muito baixo de hemoglobina indica deficiência em ferro ou anemia. Também fará análises para identificar o seu grupo sanguíneo, o factor Rhesus e a imunidade à rubéola, e para despistar doenças infecciosas como a sífilis, HIV e hepatite B. Também fará testes à anemia falciforme e talassemia, problemas de sangue hereditários, mais comuns nas pessoas de origem africana, indiana, do sul do Mediterrâneo ou das Caraíbas. Ler Mais...

Sangrar na gravidez significa que o aborto é inevitável?

Não, muitas mulheres têm sangramentos no início da gravidez e depois desenvolvem uma gravidez e dão à luz. No entanto, algumas mulheres tem sangramentos intermitentes durante a gravidez. Apesar disso, qualquer sangramento deverá ser investigado. Por norma isso faz-se com uma ecografia para determinar se a gravidez é viável (vai continuar) e para averiguar a causa do sangramento. Numa fase muito inicial pode ser difícil confirmar a gravidez numa ecografia e deve fazer-se uma análise ao sangue para determinar os níveis da hormona humana da gravidez gonadotrofina coriónica (HCG), principalmente para excluir a possibilidade de uma gravidez ectópica. Infelizmente, este é um tempo de espera: a altura para futuras ecografias é, em geral determinada pelos resultados da ecografia inicial, pelas análises ao sangue e pelos sintomas que está a ter. Ler Mais...
E normal na gravidez vomitar sangue | Para Pais.