Resultados para: "dores na barriga dos dois lados"

Você está a ver criança , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa dores na barriga dos dois lados. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, gemeos escondidos barriga, cesariana inflamada, cesaria inflamada, colo do utero dilatado fotos, pontos parto normal coçando.

Quando devo pôr o meu bebé de barriga para baixo?

Mesmo um recém-nascido pode passar algum tempo de barriga para baixo quando estiver acordado para ajudar a fortalecer o pescoço e os ombros e para ajudar a controlar a cabeça. É importante que o seu bebé não passe o tempo todo deitado de costas, pois com o passar do tempo pode deformar a cabeça e "achatá-la" num dos lados. Quando for mais velho, deitá-lo de barriga ajudá-lo-á a aprender a gatinhar. Supervisione-o durante "o tempo de barriga para baixo" e esteja pronta para ajudar se ele se cansar ou ficar frustrado; irá gradualmente ficando mais forte. Contudo, nunca ponha o seu bebé de barriga para baixo para dormir, pois isso pode aumentar o risco de morte súbita. Ler Mais...

Sinais e sintomas

Os sintomas típicos de amigdalite são:
  • febre (pode ser baixa, mais característica das amigdalites virais, ou alta, mais frequente nas bacterianas);
  • dor de garganta, especialmente a engolir e com alimentos ácidos, quentes ou duros, podendo ser uma dor de tal modo intensa que a criança não come praticamente nada;
  • tosse seca, vómitos, dores de barriga, inchaço dos gânglios debaixo da mandíbula;
  • dores de cabeça e sensação geral de mal-estar.
Se se pedir à criança para abrir a boca e se ao apontar uma luz, virem as amígdalas, elas estarão aumentadas de volume, vermelhas e, às vezes, com pontos brancos (mesmo nos casos em que sim, é geralmente apenas depois de dois dias de doença). Ler Mais...

Como se sentem as contrações do trabalho de parto?

De uma forma geral, as mulheres sentem as contrações como um apertar doloroso dos músculos do útero. Embora elas realmente comecem no cimo da sua barriga e vão descendo, pode sentir mais dor e uma sensação de pressão na parte mais baixa do seu abdómen e na pélvis, conforme o bebé vai sendo empurrado para baixo pelas contrações. Algumas mulheres sentem a dor na barriga, enquanto outras sentem as dores de trabalho de parto como dores de costas. Em geral, as contrações têm tendência a começar como uma dor menstrual forte, aumentando gradualmente de intensidade; contudo, a intensidade da dor é diferente em cada mulher. Ler Mais...

Evitar dores de barriga – A importância da higiene no biberão

Os bebés pequenos são mais vulneráveis a infeções gastrointestinais, por isso é importante obedecer a regras de higiene. Um dos aspetos mais importantes no aleitamento a biberão é certificar-se de que os utensílios usados são cuidadosamente esterilizados e limpos, e sem quaisquer vestígios de utilização anterior. Deve portanto esterilizar os biberões, tetinas e tampas. Se o bebé não beber tudo, não guarde o resto para lhe dar mais tarde, pois os germes da boca dele podem já ter ido para o biberão e podem desenvolver-se no leite. Quando viajar ou estiver ausente, deve ter cuidado com o transporte dos biberões. O leite de pacote já preparado ou a mistura do leite e da água dos diferentes lugares podem causar dores de barriga nos bebés alimentados a biberão. Ler Mais...

Dores de barriga

Dói-me a barriga» é uma queixa muito frequente, nas crianças entre o 2 e os 5 anos. E como a dor é algo de subjetivo, é sempre difícil aos pais conseguirem ter uma dimensão real da situação. É sempre importante pensar nas questões que levantei acima, e que dizem respeito a qualquer dor. No entanto, a ausência de outros sintomas ou sinais, por exemplo, não significa que a dor seja leve ou irrelevante, ou de origem psicológica e emocional. Na maioria dos casos, as dores de barriga não traduzem nenhuma doença grave. Algumas dores são mesmo fisiológicas, correspondendo a movimentos mais intensos do intestino, que funciona por contrações (designadas por movimentos peristálticos) que fazem com que o conteúdo fecal avance de uns segmentos para os outros. O estômago também é um músculo e ao contrair-se pode provocar dor. Outro aspeto a ter em conta é se as dores de barriga são comuns ou não. Algumas crianças têm movimentos peristálticos fortes, que têm exclusivamente a ver com a maneira de funcionar do tubo digestivo (assim como algumas são mais obstipadas e outras menos). Uma dor de barriga numa criança que nunca se queixa pode ter um significado diferente de uma dor numa que é «presa» e que todos os dias se queixa antes de ir à casa de banho. Se a dor for forte, violenta, em jejum, se aparece em «ondas» de agravamento e relativa acalmia, com diarreia ou vómitos contínuos, febre alta, sangue nas fezes ou desidratação, quebra do estado geral e progressivo agravamento, há que levar a criança ao médico imediatamente (ver Apendicite, Gastroenterite, Helicobacter, Invaginação intestinal, Obstipação). Enquanto se espera pela evolução, quando não há sintomas ou sinais de gravidade, pode dar-se paracetamol ou antiespasmódico. No entanto, há que ter cuidado para não se mascarar o quadro, quer dando antibióticos (se for uma apendicite, por exemplo, adia-se o diagnóstico, com efeitos nocivos), quer anulando a dor que é, afinal, um sinal importante para avaliar o quadro. Ler Mais...

Gripe

A gripe é uma doença viral, causada por um agente específico - o vírus da gripe, de que existem algumas variedades (designadas por estirpes) - e causa uma doença típica: febre, dores musculares, mal-estar, quebra do estado geral, tosse seca, irritativa e dores de garganta, dores de cabeça, e perda de apetite, dores abdominais e vómitos, entre outros sintomas. Aparece sobretudo nos meses de Inverno e propaga-se de pessoa para pessoa, principalmente através da tosse e dos espirros. A gripe, enquanto tal, não é a mesma doença que as constipações banais, também causadas por vírus, e que «atacam» as crianças também nos meses de Inverno. Estas são situações muito mais «breves e leves», passando em dois ou três dias. Ler Mais...
Dores na barriga dos dois lados | Para Pais.