Resultados para: "dor nos ossos 37 semanas"

Você está a ver grávida , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa dor nos ossos 37 semanas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

A Cabeça

Na cabeça avaliam-se os ossos e a fontanela, uma zona que causa sempre alguma impressão aos pais, mas que «não se parte». A fontanela anterior é o espaço que fica entre os ossos frontal e parietais (podendo existir uma fontanela posterior entre os parietais e o occipital) e o facto de os ossos terem esse espaço entre eles permite à cabeça crescer, em virtude do crescimento do cérebro. Muitas vezes a fontanela pulsa e isso é normal. A fontanela é um bom local de observação de doenças, como por exemplo a desidratação (fica deprimida) ou a meningite (fica saliente e tensa). Na cabeça, e resultantes do parto, especialmente quando é demorado e traumático (por exemplo no uso de ventosa), podem ver-se Céfalo-hematomas, que são zonas salientes, moles, e que correspondem a bolsas de sangue, ou o chamado caput sucedâneo, que é uma zona de inchaço, mais ampla, de edema (líquidos, pelo efeito de sucção e de vácuo durante o parto). Podem também existir, sem significado patológico, cavalgamentos dos vários ossos da cabeça. Por vezes, o formato da cabeça é assimétrico, pois é muito influenciado pela posição em que esteve in útero, ou se esteve encostado, por exemplo, a um osso da mãe.

Ler Mais...

Estou com quatro meses de gravidez e ainda tive poucas consultas – vão-se tornar mais frequentes?

Sim, as suas consultas pré-natais vão tornar-se mais frequentes conforme a gravidez vai avançando. Na sua primeira gravidez, pode esperar um total de cerca de 10 consultas mas se já teve antes um bebé, poderão ser só 7. Se aparecer alguma complicação, serão marcadas consultas adicionais de acordo com as suas necessidades. O plano de consultas pré-natais difere ligeiramente de local para local, mas regra geral pode esperar uma consulta nas seguintes fases da gravidez: uma ou duas consultas por volta das 12 semanas de gravidez e depois consultas às 16 semanas, 25 semanas, 28 semanas, 31 semanas, 34 semanas, 36 semanas, 38 semanas, 40 semanas e, se o bebé atrasar, 41 semanas. Se estiver à espera do seu segundo ou subsequente bebé e a gravidez estiver a ser normal, pode não precisar de assistir a tantas consultas. Ler Mais...

Muito importante

A ideia que só o alcatrão causa lesões é mentira. Nos caminhos de aldeia ou do campo há pedras e terra suficientemente dura para fazer uma fratura dos parietais (os ossos que estão nos lados da cabeça), dado que estes ossos são os mais fracos e, ainda por cima, o mais irrigados, o que leva a hemorragias intracranianas - assim morreu o maior campeão português de ciclismo. Joaquim Agostinho, que quando da fatídica queda se tinha esquecido de colocar o capacete. E como a criança está ocupada em tentar manter a direção e não cair, nem sequer protege essa parte lateral da cabeça com as mãos. Ler Mais...

O meu bebé pode ver luzes brilhantes? Estou com 32 semanas de gravidez.

Os olhos do bebé começam a desenvolver-se desde o início das 4-5 semanas com as pálpebras a formarem-se por volta das 8 semanas e a fecharem-se entre as 9 e 12 semanas. Pelas 24 semanas, toda a estrutura do olho está completamente desenvolvida e por volta das 28 semanas as pálpebras começam a abrir e a fechar. Embora tenhamos tendência a presumir que o útero é escuro, isso não é assim. Entre as 30 e as 32 semanas, o bebé tem noção de ambientes luminosos e escuros, dependendo do lugar onda a mãe se encontra e da hora do dia. Estudos têm concluído! que não só os bebés reagem à luz mas têm sido vistos em ecografias a tentar agarrar a fonte de luz. Quando um bebé nasce, reage às luzes franzindo ou piscando os olhos e pode ver a uma distância de cerca de 15-20 cm (a mesma distância dos seios à cara da mãe!). Ler Mais...

Sinusite

Os seios perinasais são um conjunto de espaços aéreos que ficam situados nos ossos da face. Tal como os pássaros, que têm os ossos ocos, também nós temos alguns espaços cheios de ar nos nossos ossos. Estes espaços encontram-se «atapetados» por dentro com o mesmo tipo de células respiratórias - cílios e células produtoras de secreções. Na criança pequena, em que os ossos ainda são também pequenos, os seios perinasais são espaços virtuais, ou potenciais – estão lá, mas não existem…os seios maxilares, que como o nome indica se situam nos ossos maxilares, ao lado do nariz, são os primeiros a ganhar algum espaço. Seguem-se os seios etmoidais, um autêntico labirinto de espaços aéreos, que fica na região à volta do olho - todos estes surgem no primeiro ano de vida. Depois os frontais, mais tardios, surgem pelos 5-6 anos, e correspondem à região frontal, ou seja, a testa. Os seios esfenoidais, situados dentro da cabeça, só se desenvolvem «a sério» mais na adolescência. Todos estes seios drenam as suas secreções através de pequenos orifícios que se localizam na parede do nariz - chamam-se tecnicamente os «ostia». É claro que qualquer infeção nasal ou da região próxima pode estender-se a qualquer dos seios perinasais. Por outro lado, nas situações em que o nariz está entupido, os ostia podem ficar, eles próprios, entupidos também e não deixar as secreções saírem, o que leva à sua acumulação dentro dos seios. Quando isso acontece e há inflamação e infeção dentro dos seios, estamos perante uma «sinusite». Todos os fatores que ocasionem infeções locais, promovam crescimento bacteriano próximo (como as cáries), tenham alterações anatómicas a esse nível (como os desvios do septo nasal ou como sequência de um traumatismo dessa parte da face) contribuem para maiores probabilidades de sinusite. Certas doenças crónicas, como a diabetes, a fibrose quística ou imunodeficiências, podem aumentar a incidência de sinusite. Ler Mais...

Estou com 17 semanas e os meus seios mudaram – doem e parecem diferentes. Isso é normal?

É perfeitamente normal e muito comum ter alterações nos seios durante a gravidez. Estas são causadas quer por um aumento do fornecimento de sangue quer pelas hormonas da gravidez, em particular nas primeiras 12 semanas. Antes de a sua gravidez estar confirmada devia sentir uma sensação de formigueiro (em especial na zona dos mamilos) pois a afluência de sangue aumentou. Logo nas 6-8 semanas, os seios podem aumentar e tornar-se mais sensíveis e podem começar a ter um aspecto diferente, com veias muito finas a aparecerem Por volta das 8-12 semanas, os mamilos escurecem e podem tornar-se mais erectos, e já nas 16 semanas, o colostro, o primeiro leite, pode ser espremido. Ler Mais...
Dor nos ossos 37 semanas | Para Pais.