Resultados para: "depois de aborto dores nos seios"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa depois de aborto dores nos seios. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que é um aborto?

Um aborto á a expulsão ou a extracção do útero de um embrião ou feto antes da 24ª semana de gravidez. Os sinais de um aborto são sangramento vaginal e dores semelhantes às menstruais. Como nem todos os abortos seguem o mesmo padrão, há várias formas de descrever o que acontece. * Ameaça de aborto ocorre quando há sangramento que pode ou não ser acompanhado de dor, mas o feto sobrevive. * Aborto incipiente ocorre quando há sangramento e dores devido a contracções do útero, o canal cervical dilata e o feio é expelido. * Aborto retido ocorre quando o feto morre mas mantém-se no útero e ou é expelido mais tarde naturalmente ou retirado por operação. Ler Mais...

Passei de uma copa A para um tamanho D – o meu marido espera que isto fique para sempre mas não vai ficar pois não?

Muitas mulheres notam um aumento no tamanho dos seios no segundo trimestre e algumas mantêm o tamanho maior depois do parto, em especial se amamentam. Isto é devido aos efeitos do estrogénio, que provoca o depósito de gordura nos seios. Ao mesmo tempo que os seus seios aumentam, as veias tornam-se mais visíveis por baixo da pele, os mamilos e a zona à volta dos mamilos (aréola) tornam-se mais escuros e maiores e podem aparecer inchaços na aréola. Algumas mulheres ficam com estrias nos seios, mas estas desaparecem com o tempo. Depois do parto os seus seios podem tornar-se ainda maiores quando o leite subir! Reduzem em tamanho logo que deixa de amamentar, embora a maior parte das mulheres confirma a permanência de um certo aumento. Ler Mais...

Estou com 10 semanas de gravidez e tenho dores semelhantes às menstruais. Devo descansar para evitar um aborto?

Dores semelhantes às menstruais, sem sangramento vaginal ou corrimento sanguíneo, podem ocorrer nesta fase da gravidez. Por vezes as dores podem ser sentidas conforme os ligamentos se distendem quando o bebé e o seu útero crescem. Há, também, outras causas possíveis para a dor, além do abono, tais como a prisão de ventre e uma infecção do aparelho urinário. Muitos médicos aconselham o descanso para evitar “ameaça” de aborto, mas não há qualquer evidência de que isso faça qualquer diferença para o progresso da gravidez. Se quiser descansar porque se sente desconfortável com as dores, então descanse, mas se se sente bem a continuar com uma vida normal então é porque essa é a melhor opção para si. Mergulhar num banho morno e praticar técnicas de relaxamento podem aliviar a imensidade da dor. Se a dor aumentar ou se sangrar ou tiver corrimento sanguíneo, contacte o seu médico. Ler Mais...

Socorro! Os meus seios estão como bolas de praia enormes. Irão ficar assim se eu continuar a amamentar?

Entre três a seis dias depois do parto, os seus seios preparam-se para aumentar a produção de leite e podem estar moles, latejantes, com caroços e desconfortavelmente cheios. Isso é devido ao fluxo de sangue e de linfa para aumentar os seios e a uma maior produção de leite. É normal, mas se o leite não for retirado eficazmente em cada mamada, os seios podem inchar ou ficar congestionados. Este deverá ser um problema temporário, desde que o seu bebé agarre bem no peito e se alimente quando quiser e durante todo o tempo que quiser. Algumas mães acham que ajuda massajar o seio durante a amamentação para ajudar o fluxo do leite. Usar um soutien de apoio e alternar toalhas quentes com frias pode aliviar o desconforto. Ler Mais...

Há vários factores que podem aumentar o risco de aborto

O risco de aborto é maior nas mulheres mais velhas. Julga-se que isso se deve em grande parte ao facto de as mulheres mais velhas serem mais propensas a ter bebés com anomalias cromossómicas, o que pode trazer problemas de desenvolvimento e aborto. Algumas doenças manifestadas na gravidez também podem aumentar o risco de aborto, tais como a síndroma do ovário policístico ou fibroso. Outros factores são o excesso de peso ou peso a menos, fumar, beber álcool em demasia ou consumir drogas leves. Os abortos também podem acontecer com mais frequência se engravidar mais vezes. Ler Mais...

Evitar a mastite uma infeção do leite e do tecido envolvente

A mastite é uma infeção dolorosa do tecido dos seios que ocorre quando os seios estão ingurgitados (duros e inchados) e um canal fica bloqueado. Saber lidar com o congestionamento ajuda a prevenir a mastite. Não deixe de amamentar pois precisa de libertar o seu leite. Retire leite várias vezes para aliviar alguma pressão (e é mais fácil para o bebé agarrar) e amamente pouco e com frequência para esvaziar os seios. Coloque uma toalha quente no seio dorido. Comece a amamentar no seio mais cheio pois o bebé mama com mais força no início. Ler Mais...
Depois de aborto dores nos seios | Para Pais.