Resultados para: "dentes pigmentados"

Você está a ver gravidez , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa dentes pigmentados. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Dentes pigmentados de preto

A chamada pigmentação cromo génica, que é o nome que tem esta coloração preta nos dentes, formando uma linha preta junto à gengiva, uniforme, em toda a roda dos dentes, por dentro e por fora, não tem nada a ver com a cárie. Todavia, muitas crianças são discriminadas e humilhadas por isso. Esta pigmentação deve-se a uma bactéria, chamada cromo génica, que forma esse pigmento nos dentes - e esta bactéria existe em algumas bocas e noutras não. Não há absolutamente nenhuma relação com cárie ou má higiene oral. O único problema desta pigmentação é a questão estética, mas curiosamente até parece haver uma relação entre esta pigmentação e um menor número de cáries nas crianças que a possuem, provavelmente por concorrência desta bactéria com as que causam a cárie. Esta pigmentação é difícil de remover em casa e, normalmente para o fazer é necessário ir ao médico dentista ou à higienista. Com a erupção dos dentes definitivos tende a desaparecer. Ler Mais...

A erupção dos dentes de leite

Ao chegar ao ano de idade, a criança geralmente já tem dentes. Uma grande preocupação dos pais, aliás. A identificação, que é como quem diz, a erupção aos dentes, inicia-se habitualmente por volta dos 6 meses de idade e termina por volta dos 3 anos. Um atraso de cerca de seis ou oito meses é considerado dentro dos padrões da normalidade e há crianças mais precoces do que outras. Erupção                                               Dentes Superiores         Dentes inferiores Meses Incisivos centrais                                          8                                                       6 Incisivos laterais                                          10                                                     9 Caninos                                                             20                                                   18 Primeiro molar                                             16                                                    16 Segundo molar                                             29                                                     27 Ler Mais...

Importância dos dentes de leite

É muito importante que os dentes de leite permaneçam na boca até chegar a altura de caírem naturalmente. Os dentes de leite são importantes porque ajudam: • Na manutenção de uma boa nutrição, ao permitirem uma boa mastigação; • No desenvolvimento correto da tala e da linguagem; • Na erupção dos dentes permanentes pois «guardam» o espaço necessário para estes erupcionarem corretamente; • A ter um sorriso bonito que dá à criança uma maior aceitação social, melhorando a sua autoestima e autoimagem. Frequentemente subestimam-se as cáries nos dentes de leite e os pais acham que, como o dente vai «cair» não vale a pena tratá-lo, mas tudo depende da idade da criança e do dente afetado. Todavia, por exemplo, os molares de leite vão permanecer na boca até cerca dos 11-12 anos, mesmo que a mudança de dentes se inicie aos 5-6 anos. Assim, se estes dentes apresentarem uma cárie, não é lógico que esta não seja tratada porque o dente ainda vai estar na boca cerca de mais 7 a 8 anos. Ler Mais...

A prevenção começa cedo…

A cárie dentária é a doença mais prevalente em Portugal. Serão raros os portugueses que nunca precisaram de consultar um dentista, que não conhecem na sua própria boca episódios de dores e de abscessos, ou que não tiveram já que faltar à escola ou ao emprego «por causa dos dentes». Pois a prevenção da cárie começa mesmo antes da criança ter dentes - através da racionalização do consumo de açúcar e da higiene oral (das gengivas e dos dentes). Ler Mais...

Os dentes

O que haverá de comum entre Júlio César, Aníbal, Luís XIV, o cardeal Mazarino e o cardeal Richelieu, Mirabeau ou Napoleão? Nasceram com um dente. Cerca de uma em cada duas mil crianças nasce com dentes - o que dá cerca de 50 a 100 em Portugal, por ano. Há uma tendência familiar para nascer com dentes - cerca de metade das crianças a quem isto acontece já tinham casos semelhantes na família. Poderá haver casos, portanto, em que existe uma transmissão hereditária, de tipo «autossómico dominante» (probabilidade de acontecer de 50%, no caso de um dos pais ter). Quase todos os dentes que surgem ao nascer são dentes «de leite», e acabam por cair em alguns dias ou semanas, dado que não têm raízes estáveis. Alguns, contudo, podem persistir. Embora exista o receio de que o dente possa cair e o bebé asfixiar-se, o que é verdade é que nunca se registou tal evento, pelo que não há necessidade de remover o dente. Ler Mais...

Dor de dentes

Se a criança apresentar uma dor de dentes violenta, deve ser vista pelo médico dentista. Para dar algum conforto, a criança pode bochechar com água, mas nunca se deve colocar um comprimido de aspirina no local pois pode causar queimaduras graves. Se a dor for forte, deve-se dar à criança um analgésico, mas o mais importante é tratar o dente causador A dor de dentes pode ser iniciada por estímulos frios, quentes ou doces e também pela mastigação. Quando a dor é espontânea ou surge durante a noite é sinal de que o dente está já com a cárie extensa. Ler Mais...
Dentes pigmentados | Para Pais.