Resultados para: "da sono na nidacao"

Você está a ver bebé , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa da sono na nidacao. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. cesaria inflamada por dentro, mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada, gemeos escondidos barriga, colo do utero dilatado fotos, pontos parto normal coçando, cesariana inflamada.

O que é o instinto de nidação? É só um mito?

O instinto de nidação é um fenómeno natural bem documentado. Nas últimas semanas de gravidez, muitas mulheres têm uma vontade incontrolável de limpar a casa e de preparar um "ninho" seguro para a nova chegada. Este é um instinto primário e todas as fêmeas do reino animal o têm. Assim como as aves fazem os ninhos para as suas crias, as futuras mães fazem exactamente o mesmo. O acto de preparar o ninho dá-lhe uma sensação de controlo e de realização pode também tornar-se caseira e pode querer retirar-se para o conforto da sua casa e da sua família. A urgência de preparar o ninho pode ser um indicativo de que o trabalho de parto não está longe. Se tiver energia, tire vantagem disso e faça. Trabalhos para os quais não terá tempo depois do parto. Ler Mais...

Os ciclos do sono

A passagem do estádio de acordado para sono profundo, que nos adultos se faz rapidamente, não acontece na criança de 1-2 anos, salvo se estiver muito cansada. Assim, quando adormece fica um tempo em sono leve antes de aceder, depois, ao sono profundo. Este período vai diminuindo com a idade. Por volta dos 4-5 anos, já simplesmente «caem para o lado», quase como se se desligasse um interruptor. Só quando a criança começa a ficar mais mole e a respiração se torna regular, até pesada, se pode pensar que entrou em sono profundo - já podem deitá-lo e escapulir-se do quarto. Ler Mais...

O sono através dos meses

Aos seis, sete meses da gravidez, a mãe já sabe se o seu bebé está a dormir ou acordado. E este já se vai adaptando ao ciclo de sono da mãe, num jogo de parada e resposta que condiciona a relação sono/vigília da mãe. Quem esteve grávida sabe como as noites dos últimos meses «já não são o que eram», com um acordar repetido, treino afinal para o que virá depois. E, atenção, não pensemos que isto diz só respeito às mães. Os pais, também eles, estão grávidos. E as alterações hormonais estendemse a eles - o seu ciclo de sono muda, as respostas de alerta estão mais vivas - já se acorda com o choro do bebé do vizinho do andar de baixo... O recém-nascido passa a maior parte do seu tempo a dormir, mas o ciclo de sono é curto de aproximadamente 20 minutos. No final deste período, os ciclos de sono começam a ficar mais organizados para isso contribui a própria atitude dos pais, que começam a compreender o bebé e a entender o choro dele como acordar e não como desespero. Ler Mais...

Insónias

No início e no fim da gravidez poderá ter muito sono e para o fim vai achar difícil ter um sono descansado de noite pois a sua barriga torna difícil encontrar uma posição confortável. A pressão na bexiga obriga-a a levantar-se com frequência para ir à casa de banho e o bebé pode não ter o mesmo horário de sono que o seu e acordá-la aos pontapés. Além de o seu corpo estar a ter um trabalho muito duro, uma noite mal dormida vai contribuir para o seu estado geral de fadiga. Tente compensar o tempo que não dormiu de noite fazendo uma sesta de dia, ou sente-se e eleve os pés. Ler Mais...

Perturbações do sono

A desgraça dos outros nunca serve de consolo às nossas, mas pelo menos serve para relativizar as coisas e pensar que não estamos sós, quando os nossos filhos têm problemas, designadamente do sono. Os chamados «problemas do sono» são vários e com diversas expressões. Quando falamos neles, referimo-nos geralmente a: • dificuldade em adormecer; • acordar frequentemente durante a noite; • chorar durante a noite; • terrores nocturnos; • pesadelos (sonhos «maus); • sonambulismo; • falar a dormir; • agitação a dormir; • bruxismo; • só querer dormir na cama dos pais. Já desenvolvi alguns deles. Para além do que mencionei, como todas as rotinas e ansiedades no momento do ir para a cama e adormecer, há um grupo de situações que se englobam nas -perturbações do sono» e que já expressam mais do que puramente gestões difíceis das relações interpessoais e do receio da separação Ler Mais...

Agitação nocturna

Quem disser que as crianças «dormem que nem anjinhos» terá uma ideia provavelmente enganada do que é o Céu. Os «anjinhos» que são os nossos filhos, nestas idades, são autênticos agitadores nocturnos, mexendo-se, dando voltas na cama, falando... As chamadas perturbações rítmicas do sono, ou agitações nocturnas, como bater com a cabeça, virar a cabeça de um lado para o outro continuamente, ou mexer o corpo de formas quase parecendo «possuídas», até podem simular convulsões. Durante estas crises a criança pode gemer, grunhir, rosnar ou dar gritos. Os estudos do sono revelaram que estas agitações ocorrem nas transições das fases do sono. A larguíssima maioria dos casos é normal. Alguns destes movimentos podem ter a ver com a procura do melhor espaço e posição para os reequilíbrios energéticos do corpo. De qualquer forma, quando as coisas parecem excessivas aos pais, é aconselhável que consultem o médico-assistente. A musicoterapia pode ser uma boa forma de proporcionar um sono mais calmo. Ler Mais...
Da sono na nidacao | Para Pais.