Resultados para: "como sabe que o bb da gata ta morto"

Você está a ver criança , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa como sabe que o bb da gata ta morto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que é um nado-morto?

Um nado-morto é quando um bebé morre no útero depois de 24 semanas de gestação, antes de nascer. Perder um bebé é muito diferente das outras perdas, o que se deve em parte ao facto de hoje em dia, com as tecnologias existentes e os avanços dos cuidados de saúde, não se julgar possível perder um bebé. O contraste cruel entre nascimento e morte, e oo se ficar com recordações físicas dessa personagem com quem criámos laços durante a gravidez e que tanto ansiávamos conhecer é muito difícil de compreender. Muitas vezes os pais procuram respostas para coisas inexplicáveis e isso pode, por vezes, atrasar todo o processo de luto. O mais importante para os casais que vivem tal perda é não ficar a pensar nos ses, nos mas e nos talvez e lembrarem-se de queo tiveram culpa. Ler Mais...

O desenvolvimento do conceito de género

À medida que as crianças crescem, apercebem-se que algumas pessoas são homens e as outras mulheres. E que, entre elas, há meninos e meninas. E a identificação começa com o estudo do seu próprio corpo e com a comparação com os outros, reconhecendo dois tipos anatómicos diferentes. Nelas e nos pais e irmãos, ou nas pessoas em geral. A determinada altura começam a usar com mais propriedade o masculino e o feminino, sendo corrigidos quando erram e melhor percebendo que há diferenças, entre o gato e a gata, entre o primo e a prima, embora se surpreendam um pouco porque é que existe uma cadeira e não um cadeiro, um piano e não uma piaria, ou porque é que a companheira do Sol se chama Lua e que a «mulher» do cavaloo é a cavala. Mesmo com estas confusões e ambiguidades, há uma progressiva compreensão do mundo em duas versões, e aos 2 anos e picos já gozam com as situações: «Tenho aqui um pipi.... Ah, ah, ah. É pilinha. Pipi têm as meninas.» A diferenciação por género é uma das primeiras categorizações que as crianças fazem, e que dividirá o mundo em múltiplas classes e conjuntos, passando pelas formas, cores, tamanhos, etc. Ler Mais...

Tenho lúpus – como é que isso vai alterar os meus cuidados durante a gravidez?

O lúpus é uma doença auto-imune que causa inflamação nas articulações dos ossos, no sangue, rins, e pele e os doentes por vezes descobrem que os sintomas se agravam devido a certos acontecimentos. A doença é mais comum nas mulheres do que nos homens, em especial nas mulheres em idade de dar à luz. Algumas mulheres acham que a gravidez agrava o lúpus, provavelmente devido às alterações hormonais que ocorrem, enquanto que outras acham que a gravidez alivia os sintomas. Como o lúpus pode afectar o feto, aumentando o risco de nado-morto aborto, trabalho de parto pré-termo e crescimento lento, a sua gravidez será vigiada de muito perto, em especial quando se medir a sua tensão arterial e analisar a urina. Contudo, a probabilidade é que venha a ter uma gravidez e um bebé completamente saudáveis. Pode contactar a Associação de Doentes com Lúpus para apoio e informação. Ler Mais...

É normal os bebés deixarem de se mexer tanto para o fim da gravidez?

Para o fim da gravidez, os movimentos do seu bebé podem alterar-se pois há menos espaço para ele estender os membros e o tronco. Contudo, você ainda deverá ter percepção de um padrão regular de movimentos. Durante os últimos trinta anos as mulheres foram muito encorajadas a contar os pontapés dos seus bebés. No entanto, em 2003, foi recomendado que se parasse com esta prática, pois contar os pontapés que um bebé dá não é uma indicação exacta para saber se o bebé está bem, e cada bebé dá um número diferente de pontapés. Hoje em dia, as mulheres são, em vez disso, encorajadas a prestar atenção ao padrão de actividade dos seus bebés, incluindo o tipo de movimentas que fazem e os períodos em que estão mais activos. Estudos demonstraram que mais de 50% das mulheres que tiveram um nado-morto notaram uma alteração no padrão de movimentos. O conselho geral é, se estiver preocupada com o padrão de movimentos do seu bebé deverá falar com o seu médico ou com o hospital. Ler Mais...

O sono através dos meses

Aos seis, sete meses da gravidez, a mãe já sabe se o seu bebé está a dormir ou acordado. E este já se vai adaptando ao ciclo de sono da mãe, num jogo de parada e resposta que condiciona a relação sono/vigília da mãe. Quem esteve grávida sabe como as noites dos últimos meses «já nãoo o que eram», com um acordar repetido, treino afinal para o que virá depois. E, atenção, não pensemos que isto diz só respeito às mães. Os pais, também eles, estão grávidos. E as alterações hormonais estendemse a eles - o seu ciclo de sono muda, as respostas de alerta estão mais vivas - já se acorda com o choro do bebé do vizinho do andar de baixo... O recém-nascido passa a maior parte do seu tempo a dormir, mas o ciclo de sono é curto de aproximadamente 20 minutos. No final deste período, os ciclos de sono começam a ficar mais organizados para isso contribui a própria atitude dos pais, que começam a compreender o bebé e a entender o choro dele como acordar e não como desespero. Ler Mais...

Diferenças entre os sexos

Existem algumas diferenças marcadas entre os sexos, em algumas áreas do desenvolvimento, como é o caso da destreza física, da linguagem verbal, da perceção cognitiva, e também em áreas do temperamento, como o sentido da responsabilização, a maturidade psicológica e afetiva, o adiamento da recompensa. No entanto, no primeiro ano de vida estas diferenças nãooo marcadas. Em termos de doenças, por exemplo, quando falamos de populações, sabe-se que os rapazes, no primeiro ano de vida, adoecem mais e com maior gravidade do que as raparigas. E que estas são mais «resistentes» em situações de doença grave. Sabe-se também que as raparigas são mais precoces no gatinhar e no andar mas tudo isto em termos de população e de média, não de cada caso em particular. E dizem geralmente primeiro algumas palavras e pronunciam-nas melhor. Mas o que importa reter é que cada bebé tem o seu ritmo. Uns ocupam-se de uma área do desenvolvimento de cada vez. Outros evoluem gradualmente em várias. Mas não se preocupem, pais, no final, todos chegarão onde devem chegar. Ler Mais...
Como sabe que o bb da gata ta morto | Para Pais.