Resultados para: "como fica os seios com 39 semanas"

Você está a ver criança , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa como fica os seios com 39 semanas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Estou com 17 semanas e os meus seios mudaram – doem e parecem diferentes. Isso é normal?

É perfeitamente normal e muito comum ter alterações nos seios durante a gravidez. Estas são causadas quer por um aumento do fornecimento de sangue quer pelas hormonas da gravidez, em particular nas primeiras 12 semanas. Antes de a sua gravidez estar confirmada devia sentir uma sensação de formigueiro (em especial na zona dos mamilos) pois a afluência de sangue aumentou. Logo nas 6-8 semanas, os seios podem aumentar e tornar-se mais sensíveis e podem começar a ter um aspecto diferente, com veias muito finas a aparecerem Por volta das 8-12 semanas, os mamilos escurecem e podem tornar-se mais erectos, e já nas 16 semanas, o colostro, o primeiro leite, pode ser espremido. Ler Mais...

Evitar a mastite uma infeção do leite e do tecido envolvente

A mastite é uma infeção dolorosa do tecido dos seios que ocorre quando os seios estão ingurgitados (duros e inchados) e um canal fica bloqueado. Saber lidar com o congestionamento ajuda a prevenir a mastite. Não deixe de amamentar pois precisa de libertar o seu leite. Retire leite várias vezes para aliviar alguma pressão (e é mais fácil para o bebé agarrar) e amamente pouco e com frequência para esvaziar os seios. Coloque uma toalha quente no seio dorido. Comece a amamentar no seio mais cheio pois o bebé mama com mais força no início. Ler Mais...

Soutiens de gravidez

As alterações nos seios são um dos primeiros sinais de gravidez, pois a partir de cerca das 3-4 semanas de gestação há um aumento de fluxo de sangue, o que aumenta a sensibilidade. Algumas mulheres notam uma alteração no tamanho dos seios no início da gravidez. Outras podem não notar qualquer alteração até amamentarem. No entanto, será boa ideia pedir conselho numa loja com soutiens de gravidez e pessoal treinado para medir e aconselhar o tamanho de que necessita. Se o seu soutien normal lhe ficar bem, espere até mais tarde, quando será mais provável uma alteração do tamanho da copa. Nos primeiros dias de amamentação pode sentir os seus seios inchados, mas não entre em pânico e peça ao seu companheiro para lhe ir comprar um tamanho maior pois eles assentarão em poucos dias. Ler Mais...

O meu bebé pode ver luzes brilhantes? Estou com 32 semanas de gravidez.

Os olhos do bebé começam a desenvolver-se desde o início das 4-5 semanas com as pálpebras a formarem-se por volta das 8 semanas e a fecharem-se entre as 9 e 12 semanas. Pelas 24 semanas, toda a estrutura do olho está completamente desenvolvida e por volta das 28 semanas as pálpebras começam a abrir e a fechar. Embora tenhamos tendência a presumir que o útero é escuro, isso não é assim. Entre as 30 e as 32 semanas, o bebé tem noção de ambientes luminosos e escuros, dependendo do lugar onda a mãe se encontra e da hora do dia. Estudos têm concluído! que não só os bebés reagem à luz mas têm sido vistos em ecografias a tentar agarrar a fonte de luz. Quando um bebé nasce, reage às luzes franzindo ou piscando os olhos e pode ver a uma distância de cerca de 15-20 cm (a mesma distância dos seios à cara da mãe!). Ler Mais...

Ainda não tive nenhuns sintomas de gravidez – quando é previsto eles começarem?

Nem todas as mulheres sentem todos os sintomas da gravidez logo que ficam grávidas e é comum algumas mulheres não sentirem nenhuns. Há muitos factores que influenciam a extensão e a intensidade dos sintomas da gravidez, tais como a sua idade, o seu ambiente de trabalho, o seu estado de saúde, a dieta, gravidezes anteriores, fumar e a forma como o seu corpo reage as hormonas da gravidez. As náuseas e os vómitos estão entre os factores mais comuns referidos pelas mulheres, em geral nos primeiros três meses e começando por volta das seis semanas. Estes tendem a melhorar pelas 12 semanas, mas para algumas mulheres podem continuar durante toda a gravidez. Outro sintoma de início de gravidez é a sensibilidade dos seios causada pela alteração no nível de hormonas que ajudam a preparar os seus seios para amamentar. Os seios podem aumentar e tomar-se mais sensíveis e mais pesados. Estes sintomas iniciais podem acabar a meio da gravidez. A falta de sintomas não indica se a gravidez é mais ou menos saudável - você pode simplesmente ser uma das poucas mulheres de sorte que seguem em frente sem qualquer efeito lateral incomodativo! Ler Mais...

Sinusite

Os seios perinasais são um conjunto de espaços aéreos que ficam situados nos ossos da face. Tal como os pássaros, que têm os ossos ocos, também nós temos alguns espaços cheios de ar nos nossos ossos. Estes espaços encontram-se «atapetados» por dentro com o mesmo tipo de células respiratórias - cílios e células produtoras de secreções. Na criança pequena, em que os ossos ainda são também pequenos, os seios perinasais são espaços virtuais, ou potenciais – estão lá, mas não existem…os seios maxilares, que como o nome indica se situam nos ossos maxilares, ao lado do nariz, são os primeiros a ganhar algum espaço. Seguem-se os seios etmoidais, um autêntico labirinto de espaços aéreos, que fica na região à volta do olho - todos estes surgem no primeiro ano de vida. Depois os frontais, mais tardios, surgem pelos 5-6 anos, e correspondem à região frontal, ou seja, a testa. Os seios esfenoidais, situados dentro da cabeça, só se desenvolvem «a sério» mais na adolescência. Todos estes seios drenam as suas secreções através de pequenos orifícios que se localizam na parede do nariz - chamam-se tecnicamente os «ostia». É claro que qualquer infeção nasal ou da região próxima pode estender-se a qualquer dos seios perinasais. Por outro lado, nas situações em que o nariz está entupido, os ostia podem ficar, eles próprios, entupidos também e não deixar as secreções saírem, o que leva à sua acumulação dentro dos seios. Quando isso acontece e há inflamação e infeção dentro dos seios, estamos perante uma «sinusite». Todos os fatores que ocasionem infeções locais, promovam crescimento bacteriano próximo (como as cáries), tenham alterações anatómicas a esse nível (como os desvios do septo nasal ou como sequência de um traumatismo dessa parte da face) contribuem para maiores probabilidades de sinusite. Certas doenças crónicas, como a diabetes, a fibrose quística ou imunodeficiências, podem aumentar a incidência de sinusite. Ler Mais...
Como fica os seios com 39 semanas | Para Pais.