Resultados para: "como fazer areia com alimentos"

Você está a ver gravidez , leite e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa como fazer areia com alimentos. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Areia

Se o vosso filho comer areia, paciência, deitá-la-á fora na primeira ocasião... o único problema é se, misturados com a areia, vão detritos, lixos e outras coisas indesejáveis - como as beatas de cigarros que podem matar, se ingeridas. As praias vigiadas são limpas quando começa a época balnear e, na maior parte delas, há um processo de limpeza diária, nomeadamente com tractores que peneiram a areia e a alisam. Todavia, mesmo com o crescente civismo e com o número grande de caixotes do lixo que há nas praias vigiadas, ainda existe muito boa gente que não quer saber dos outros e deita o lixo na areia com o maior desplante. Ou enterra pontas de cigarro. Ler Mais...

Comer areia?

Uma coisa de que muitos pais se queixam é que vocês comem areia aos quilos. Isso faz-se? Faz-se, pois claro! A areia em si não faz mal a ninguém e se comerem, paciência, deitá-la-ão fora na primeira ocasião. O único problema é se, misturados com a areia, vão detritos, lixos e outras coisas indesejáveis. Ou pontas de cigarro, que gente desleixada enterra na areia, para vocês depois as descobrirem e comerem. Essas pessoas não sabem, provavelmente, que uma beata mastigada por um bebé pode matá-lo. As praias vigiadas são limpas quando começa a época balnear e na, maior parte delas, há um processo de limpeza diária, nomeadamente com tratores que peneiram a areia e a alisam. Todavia, mesmo com a crescente «civilização» das pessoas e com o número grande de caixotes do lixo que há nas praias vigiadas, ainda existe muito boa gente que não quer saber dos outros e deita o lixo na areia com o maior desplante. Façam um estudo do ambiente que vos rodeia, quando os pais vos puserem na areia e certifiquem-se que há uma «área protegida» à vossa volta, sem latas de atum, alcatrão, conchas pontiagudas, seringas, preservativos ou outros detritos. Alguns de vós têm medo (quase nojo) da areia, chorando, infelicíssimos, quando têm que a tocar com os pés. Pois é, será difícil ir a uma praia que não tenha areia. Aqui, meus amigos, a razão está do lado deles. Peçam para eles não vos forçarem mas o melhor é habituarem-se, e cedo verão como é bom sentir a areia, sobretudo se já gatinham ou dão passos. Ler Mais...

Os alimentos e a saúde oral

Infelizmente, os alimentos mais apreciados pelas crianças são chamados «cariogénicos», ou seja, contêm açúcar e causam cárie. Uma dieta com excesso de hidratos de carbono pode tornar-se nociva para a saúde dos dentes da criança, aumentando o risco de aparecimento de cárie dentária. Claro que não se pode ser fundamentalista, até porque todos estes alimentos existem nos supermercados, nas pastelarias, restaurantes e nas nossas casas. Aliás, muitos dos alimentos com hidratos de carbono são fundamentais numa dieta equilibrada, porque são uma fonte de energia. O que é preciso é saber escolher os alimentos corretos e doseá-los. As guloseimas não devem ser dadas várias vezes ao longo do dia. É melhor que a criança as coma num determinado momento do dia, como depois de uma refeição e que depois escove os dentes. Os alimentos mais pegajosos fazem pior aos dentes (gomas, caramelos, pastilhas). E tão importante como a quantidade, é a qualidade e a frequência da ingestão de hidratos de carbono. Ler Mais...

Picadas de peixe-aranha ou de ouriço-do-mar

O peixe-aranha vive no fundo da areia, e tem uma barbatana dorsal que se levanta quando é pisado, injetando um veneno no pé que o pisou. A princípio, a picadela pode ser confundida com uma pedra mais aguçada. Depois, quando começa a doer, é fácil de ver três pontos em V, um deles sangrando. Há que espremer o mais possível a planta do pé e aplicar um analgésico em spray – o cloreto de etilo, que o nadador-salvador terá. Na sua ausência, pode fazer xixi para um recipiente e colocar o pé porque o amoníaco também diminui a ação do veneno. A seguir à dor pode vir uma sensação de adormecimento do pé. A situação é desagradável, mas mesmo que passe rapidamente, o medo de voltar a pôr os pés na areia é muito grande. Nas crianças destas idades, o Verão termina, pelo menos no que diga respeito ao mar, a não ser que os pais vão logo comprar uns sapatos de borracha para securizar a criança. O ouriço-do-mar vive nas covas das rochas e é fácil pisá-lo. Injeta também veneno, quando é pisado, ficando dezenas de picos agarrados à pele, e alguns inseridos porque se partem. São muito dolorosas, quer a picada, quer a remoção - o cloreto de etilo ajuda porque anestesia a pele. Ler Mais...

Olhos

É preciso ter cuidado com os olhos das crianças e começar a protecção da acumulação da acção dos raios ultravioletas. Até aos 12-15 anos as crianças não têm um filtro suficientemente bom, no cristalino dos olhos, para que as radiações não passem. Assim como a pele se queima, também os olhos (porque as radiações estão na luz) se queimam. E os estudos que nos chegam dos países onde as crianças estão há mais tempo expostas à radiação ultravioleta aumentada da última década são muito preocupantes, no que diz respeito às queimaduras irreversíveis da retina. Proteger da luz é essencial - todas as crianças, desde sempre, deverão usar óculos escuros, dos que são adequados em termos de protecção UV - encontram-se nas farmácias, para farmácias e lojas de produtos de crianças. Outro aspecto; limpar a areia e o sal, sobretudo antes de dormir. As crianças têm por hábito atirar areia e água do mar à cara umas das outras e isso pode causar irritação. Lavem bem os olhos dos vossos filhos antes de deitar e sempre que necessário, e se estiverem muito irritados, podem aplicar um colírio descongestionante. Ler Mais...
Como fazer areia com alimentos | Para Pais.