Resultados para: "como abortar com aspirina"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa como abortar com aspirina. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Analgésicos

Se medicamentos naturais, como uma massagem para aliviar a dor de cabeça, ou um banho quente para diminuir as dores nas costas, não resultarem, então o paracetamol e em geral considerado seguro na gravidez se for tomado por pouco possível, deva ser evitado. O ibuprofeno também deverá ser evitado, assim como a aspirina (a não ser que seja especificamente prescrita pelo seu médico). Ler Mais...

Dor de dentes

Se a criança apresentar uma dor de dentes violenta, deve ser vista pelo médico dentista. Para dar algum conforto, a criança pode bochechar com água, mas nunca se deve colocar um comprimido de aspirina no local pois pode causar queimaduras graves. Se a dor for forte, deve-se dar à criança um analgésico, mas o mais importante é tratar o dente causador A dor de dentes pode ser iniciada por estímulos frios, quentes ou doces e também pela mastigação. Quando a dor é espontânea ou surge durante a noite é sinal de que o dente está já com a cárie extensa. Ler Mais...

A minha mãe teve dois abortos – isso significa que eu tenho mais hipóteses de abortar?

Pergunte à sua mãe se lhe foi dada alguma explicação para os seus abortos. Se, por exemplo, ela sabe que foram devidos a anomalias cromossómicas, tal como a anemia falciforme, ou se foi um problema médico, tal como uma doença de coração, então há uma possibilidade de que o problema ser hereditário e o risco de aborto também poderá ser o mesmo para si. Contudo, é muito provável que os abortos da sua mãe tenham sido devido a ocorrências infelizes para as quais não foi encontrada qualquer razão. Se for este o caso, então não corre maior risco de aborto do que qualquer outra mulher da sua idade. No entanto, se engravidar, será aconselhável mencionar a história da gravidez da sua mãe na sua primeiro consulta pré-natal, pois o historial médico da sua família é uma parte importante das anotações médicas durante a gravidez. Ler Mais...

É seguro tomar analgésicos sem prescrição médica, enquanto estou grávida?

Muitas mulheres preocupam-se com a segurança da medicação na gravidez. Qualquer medicamento tomado por uma grávida pode penetrar na placenta e entrar na corrente sanguínea do bebé, os efeitos no bebé dependem do medicamento em si e da fase da gravidez em que é tomado. Como as primeiras 12 semanas são um tempo critico para o feto, quando os membros, os órgãos e sistemas se formam, muitas mulheres, nesta altura, evitam tomar medicamentos a não ser os mais essenciais. Muitos especialistas acreditam que o paracetarnol é seguro, ocasionalmente, mas a aspirina e o ibuprofeno devem ser evitados. Julga-se que os analgésicos á base de codeína são seguros, em pequenas quantidades, mas devem ter a aprovação do médico. O seu médico ou parteira deverão ser informados de qualquer dor contínua. Ler Mais...

Esperei demasiado para poder abortar. É maldade dar o bebé para adopção?

A adopção é por vezes posta de lado como opção, mas algumas vezes é a melhor escolha para si e para o seu bebé. Os nove meses de gravidez dão-lhe tempo para explorar todas as opções disponíveis, incluindo a adopção voluntária temporária. Durante esse tempo poderá falar com os serviços de adopção e assistentes sociais que a podem informar sobre o processo e apoiá-la. Veja isso como um processo positivo, no qual você gosta tanto do seu bebé que lhe tenta encontrar os melhores cuidados, numa altura em que se sente incapaz de o fazer. Quando chegar a altura de tomar uma decisão final, tenha em conta que nunca o deve fazer durante a gravidez, pois está sujeita a uma série de emoções e sentimentos e ainda não se encontrou com o seu bebé ou sabe como se irá sentir ao fim de todo esse tempo. Fale com o seu médico para saber mais sobre o processo, os seus direitos e o seu direito de mudar de ideias. Ler Mais...

Tive três abortos – os meus cuidados pré-natais serão diferentes por causa disso?

Enquanto que um ou até dois abortos são relativamente normais, três não é tanto assim. Se teve abortos recorrentes, terá cuidados pré-natais especiais. Deverá ser aconselhada a tomar pequenas doses de aspirina se houver provas de que tem tendências para fazer um coágulo sanguíneo, chamado síndroma antifosfolipido (aPL). Também lhe será feita uma ecografia vaginal para verificar se tem o colo do útero fraco, quer dizer, se o colo do útero não consegue aguentar o bebé em crescimento. Se for diagnosticado um colo do útero fraco, dar lhe-ão um ponto durante a gravidez para o manter fechado. Há algumas provas de que, se tomar as hormonas progesterona ou gonadotrofina conónica no início da gravidez, pode reduzir o risco de aborto. Ler Mais...
Como abortar com aspirina | Para Pais.