Resultados para: "cogumelo quais os sintomas dessa doenca em criancas"

Você está a ver gravidez , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa cogumelo quais os sintomas dessa doenca em criancas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Sintomas e sinais

Os sintomas e sinais da doença dependem da idade da criança e também do agente causador. Na criança com mais de ano e meio, a doença começa de forma brusca, com febre, vómitos, dores de cabeça, aversão à luz e grande prostração. A primeira manifestação pode, por exemplo, ser uma convulsão ou perda de consciência. Na observação médica ressaltam os chamados sinais meníngeos, entre os quais a rigidez dos músculos da nuca quando se flete a cabeça. Nas crianças mais jovens há febre, gemido, vómitos, irritabilidade ou prostração, palidez e frequentemente convulsões. O achado médico mais significativo é a chamada hipertensão da fontanela, ou seja, a «moleirinha» está abaulada e proeminente. Em algumas meningites, especialmente as provocadas pelo meningococo, podem aparecer lesões da pele - hemorragias (tipo picada de alfinete, que são chamadas «petéquias», ou maiores, tipo nódoa negra, que se designam por «equimoses»), queixas gastrointestinais ou outras. Ler Mais...

Será doença?

Uma doença do coração exprime-se por sinais e sintomas de mau funcionamento da bomba cardíaca e não exclusivamente por um sopro. Mais: pode ocorrer doença cardíaca (por vezes grave) e até nem haver qualquer sopro. Os pais deverão, assim, estar atentos a outros sinais e sintomas que poderão sugerir a existência de uma doença do coração, tais como: cansaço a comer, suor a comer, cansaço em relação à atividade das crianças da mesma idade, dificuldade em respirar; pneumonias de repetição, sensação de o coração «bater muito» sem ser durante o esforço ou língua arroxeada, entre outros. As crianças com sopro inocente não necessitam de qualquer seguimento especial ou limitações à sua vida normal (incluindo atividades desportivas), ou de realizar, na maioria dos casos quaisquer exames complementares de diagnóstico, a não ser nos primeiros dezoito meses de vida e, ainda assim, por mera precaução pois a larga maioria dos exames vem, felizmente, «negativo». Ler Mais...

Quinta doença – Como e em quem aparece a doença?

Qualquer pessoa pode infectar-se, mas a doença surge mais frequentemente nas crianças. O vírus passa das pessoas infectadas para as outras, através da saliva, das secreções nasais e dos «perdigotos», ou seja, tal e qual como uma banal constipação. A pessoa infectada é contagiosa desde a semana antes de aparecerem os sintomas até ao início do exantema, ou seja, é muito difícil isolar os infectados porque não aparentam qualquer doença. Portanto, na fase de «cara em bofetada» a criança já não é contagiosa, podendo frequentar a escola, se estiver bem. A infecção pelo parvovírus humano B19 parece dar imunidade vitalícia e cerca de 50% dos adultos têm anticorpos contra o vírus, o que significa que já tiveram a infecção (provavelmente em crianças). Ler Mais...

Sexta Doença – O problema das outras doenças… e o conhecimento dos «sinais de alarme»

O exantema súbito é uma doença benigna, que geralmente cursa sem problemas de maior, exceptuando os raros casos em que a febre alta pode desencadear convulsões febris - mas isso tem a ver com a temperatura e não com a doença propriamente dita. No entanto, alguns dos sintomas e sinais do exantema súbito aparecem também noutras doenças, algumas delas graves, como as pneumonias ou as meningites. O exantema súbito é uma doença benigna. São muitas as crianças que a têm, geralmente no final do primeiro ano de vida. É, no entanto, uma doença que causa murta ansiedade, sobretudo se os pais desconhecerem a sua existência. Como em todos os casos, graves ou ligeiros, o que é preciso é calma e bom-senso. Ler Mais...

Doença da boca-mão-pé

A doença boca-mão-pé ocorre sobretudo cerca dos 4-5 anos, e pode ser causada por uma grande variedade de vírus, mais frequentemente um que se chama coxsackie. A doença não costuma ser grave e as crianças recuperam numa semana. Os sintomas começam por febre ligeira, perda de apetite e mal-estar geral. Segue-se o aparecimento de aftas dolorosas na boca, sobretudo na parte interior das bochechas e gengivas, e manchas nas palmas das mãos e plantas dos pés, que depois evoluem para nódulos e bolhas. A doença é contagiosa através das secreções nasais, saliva e líquido das bolhas, durante pelo menos uma semana depois do início da doença. Perante estes sintomas a criança deverá ser observada pelo médico-assistente. O risco maior consiste na desidratação provocada pela não ingestão de líquidos em quantidade suficiente, atendendo à dificuldade em engolir e à falta de apetite. A alimentação deve ser baseada em líquidos e pastosos, frios e de sabor neutro (gelados, por exemplo). Não há tratamento específico, mas é preciso dar todos os medicamentos necessários para o conforto da criança, e os pais não se devem surpreender se ela emagrecer – passada a doença, o apetite virá, e em força. É conveniente evitar o contacto com mulheres grávidas. Ler Mais...

Sintomas e sinais

A infeção primária não causa qualquer sintoma na larguíssima maioria dos casos. Nalgumas crianças pode dar uma doença ligeira, com febre baixa, mas que passa. Nesta fase, apenas se suspeita que possa ser tuberculose se se souber do contacto com um adulto bacilífero. Mesmo o teste de Mantoux só se torna positivo algumas semanas depois da infeção, e a sua interpretação tem de ser cuidadosa porque as crianças portuguesas estão vacinadas e a própria vacina também positiva o teste. Se houver uma situação de doença, na altura ou daí a anos, causada seja por que fator for, o que surge é geralmente uma quebra do estado geral, emagrecimento, suores noturnos, febre baixa mantida, desinteresse pelas brincadeiras e pela escola, apatia, cansaço e outros sinais gerais. A tosse surge também, mas muitas vezes não se dá por ela, porque começa devagarinho, até estar francamente instalada. Pode aparecer expetoração com sangue, o que nas crianças, que a engolem, é mais difícil de perceber. Sempre que a doença atinge outros órgãos, os sintomas são mais relacionados com o local atingido (ossos, rins ou meninges). Ler Mais...
Cogumelo quais os sintomas dessa doenca em criancas | Para Pais.