Resultados para: "cogumelo nas fezes do bebe"

Você está a ver bebé , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa cogumelo nas fezes do bebe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Ouvi dizer que os bebés alimentados a biberão têm um cocó com mais cheiro – é verdade?

Os intestinos dos bebés alimentados a biberão podem funcionar uma vez por dia ou só uma vez de três em três dias. Ambos são normais. As fezes de um bebé alimentado a biberão são castanho-claras, com cheiro, e mais duras do que as dos bebés amamentados. Alguns leites de farmácia dão às fezes uma cor esverdeada. Julga-se que é a gordura não absorvida que causa o cheiro desagradável das fezes nos bebés alimentados a leite de farmácia. O leite materno é mais bem absorvido, o que significa que as fezes, em geral, têm menos odor. Ler Mais...

Há alguma coisa em que deva reparar quando mudar a fralda?

A urina do bebé é pálida ao nascer e escurece passados uns dias. Poderá haver uma mancha rosa-alaranjada na fralda do seu bebé, que é urina concentrada de quando ele estava no útero, e é muito normal. Desde que o seu bebé urine pelo menos quatro vezes por dia e desde que não apresente sangue, não há nada com que se preocupar. O mecónio preto-esverdeado que faz depois do parto vai mudando para uma cor amarela quando se inicia uma digestão normal. Os bebés amamentados costumam fazer uma fezes mais moles e amarelo-mostarda, que podem parecer diarreia, enquanto que as fezes dos bebés alimentados a biberão são mais duras e de um amarelo-pálido. Os intestinos de alguns bebés funcionam a cada mamada, pois o mamar estimula a peristalse, ou contrações musculares, no intestino; outros, em particular os alimentados a biberão, podem defecar só uma vez por semana. Se as fezes do seu bebé forem duras e secas, ou se tiverem mucosidades ou sangue, fale com o seu médico. Ler Mais...

Algumas questões práticas

- Não é preciso colocar sempre creme quando muda a fralda. Tal como foi referido, só é necessário se o bebé estiver assado, se for uma das alturas do dia em que o faz ou se tiver feito cocó. O pó de talco, tão utilizado antigamente, não é conveniente. O pó, com o xixi e a ação da fralda, pode fazer uma mistura que assa a pele do bebé. - Um bebé saudável faz o xixi que deve, mas deverá desconfiar se passarem mais de 3 mudas de fraldas (3 refeições) e não tiver molhado nenhuma. - Quando detetar manchas avermelhadas na fralda do bebé, deve ter antes de mais, calma. Na larga maioria dos casos trata-se de uma de duas coisas: uns cristais de urato que existem na urina do bebé e que dão um tom avermelhado, ou uma reação de certas polpas de fraldas com algumas urinas. Fica uma mancha vermelha-alaranjada na fralda, diferente do vermelho-vivo do sangue. No entanto, se desconfiar que algo está mal, contacte o médico assistente. - Se passar muito tempo entre duas mudas, ou se estiver calor, forma-se mais amoníaco e o cheiro das fraldes de xixi do bebé pode ser mesmo mau... Como sempre, veja se o bebé tem algum sintoma, ou se é apenas essa a questão. - O ambiente dentro da fralda - quente, escuro e húmido - ó muito propício ao desenvolvimento de fungos e de outros microrganismos, tanto mais se o bebé tiver feito coco. Se deixar muito tempo a fralda por mudar, o mais provável é que o bebé venha a desenvolver uma assadura. DSC_0154 - Não há grandes diferenças entre as fraldas para rapaz e para menina. As «fraldas para rapariga» têm mais polpa absorvente entre as pernas, enquanto «para rapazes» têm mais à frente, pensando no local onde o jato urinário se dirige. Mas na prática, a polpa é tão absorvente que apanha todo o xixi. - Acontece frequentemente nas primeiras semanas de vida, as fezes terem diferentes cores e texturas. Depois do mecónio, que é espesso e negro, o que é normal é tornarem-se mais amarelas e, quando um bebé é amamentado, por exemplo, as fezes -molham- a fralda e deixam no meio umas tampas ou grânulos amarelados; a cor amarela ou verde tem a ver corri o tempo de permanência das fezes dentro do intestino e na transformação de um produto, que ô a bilirrubina (amarelo, que dá a cor à icterícia) noutro pro duto chamado biliverdina (que evidentemente, é de cor verde); os bebés que fazem muitas vezes ao dia têm as fezes mais amareladas, os que fazem uma vez têm geralmente as fezes esverdeadas; passado algum tempo, sobre tudo quando o bebé começa a comer legumes e frutos, as fezes ficam mais acastanhadas; por vezes pode haver muco ou bolhas nas fezes, sem que isso signifique algo de especial; as fezes dos bebés amamentados são tendencialmente mais líquidas do que as dos bebés alimentados a biberão, mas cada caso é um caso. Ler Mais...

Porque é que os bebés pequenos sofrem de obstipação?

Uma das queixas mais frequentes dos pais de bebés no primeiro semestre de vida (mas não só) é a «prisão de ventre». Os leites comerciais, mais uma vez, são responsabilizados por esta situação embora se registem alguns casos de bebés amamentados que também têm obstipação. É difícil definir o que é obstipação, para além daqueles casos que são tão evidentes que não deixam dúvidas a ninguém: dias e dias «sem fazer» ou fezes duras, tão duras que podem provocar lacerações. Existe um padrão familiar de «trânsito intestinal». Há famílias de pessoas obstipadas, situação esta muitas vezes agravada pelo tipo de dieta actual, pobre em fibras e exagerada em alimentos ultrarefinados. Há outras onde isto raramente ocorre. Nos bebés pequenos, sobretudo nos primeiros meses, até começarem a comer purés de legumes, a obstipação é muito frequente, causando mal-estar e cólicas. O que fazer? Há várias maneiras de tentar minimizar a obstipação- Para além dos diversos medicamentos que poderão ser receitados pelo médico assistente, ainda se pode fazer uso da sonda de gases, um tubo de borracha que se insere no ânus da criança e que permite expelir os gases e ajudar a sair as fezes. É geralmente eficaz e não tem tanto risco de traumatismo como o uso do termómetro ou as cânulas rígidas, dado que é mais flexível. Os supositórios de glicerina e os microclisteres poderão ser usados se a criança já está há vários dias sem defecar e com mal-estar evidente. É preciso algum cuidado com os laxantes, dado que podem provocar irritação intestinal, com períodos alternados de fezes diarreicas e obstipação não devem ser utilizados sem ser por indicação médica. É também conveniente os pais irem tomando algumas notas dos ritmos de dejeções do bebé, da consistência e cor das fezes e do que fizeram em termos de intervenção. Esta informação ajuda muito o médico na tomada de decisão, porque uma coisa é uma criança que faz só de dois em dois dias mas com consistência mole, outra é uma que tem as fezes duras. Por outro lado, é bom saber que a cor depende muito do tempo de estadia dentro do intestino - quanto mais tempo aí estiver (o que acontece quando as crianças são obstipadas) mais esverdeado ficará. Se o bebé tem obstipação e as fezes são duras, podem aparecer pequenas fissuras anais que sangram e surgem na forma de raios de sangue vivo que envolve as fezes. São situações que impressionam os pais mas que não são graves, curando-se habitualmente com uma pomada. Em todo o caso, convém sempre tentar entrar em contacto com o médico assistente do bebé. Ler Mais...

Tenho medo de evacuar durante o trabalho de parto. Como me sentirei?

Não é a única - muitas mulheres ficam nervosas com a ideia de poderem evacuar enquanto estão em trabalho de parto. Pode não ser o que quer ouvir, mas de facto um grande número de mulheres evacua, em geral durante a segunda fase do trabalho de parto: a fase de fazer força. Isso é absolutamente natural e acontece quando a cabeça do bebé desce a vagina e empurra o recto, onde se encontram as fezes. As fezes são então forçadas a sair pelo ânus e isso fica completamente fora de controlo. Não é provável que sinta que está a evacuar nesta fase - as sensações esmagadoras do parto serão mais poderosas! As parteiras e os médicos já estão muito habituados a que as mulheres evacuem e simplesmente limparão sem pensar mais no assunto. Serão também colocados à volta panos esterilizados fáceis de retirar. Ler Mais...

Como lavar o pipi

A lavagem deve ser feita suavemente, sempre da frente para trás, para diminuir o risco de contaminação com bactérias das fezes, o que poderia causar uma infeção urinária. Nas primeiras semanas de vida, o bebé pode ter uma secreção mucosa que não representa qualquer problema. Ler Mais...
Cogumelo nas fezes do bebe | Para Pais.