Resultados para: "chora quando medica coloca supositorio no seu bumbum"

Você está a ver bebé , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa chora quando medica coloca supositorio no seu bumbum. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, gemeos escondidos barriga, cesaria inflamada, cesariana inflamada, colo do utero dilatado fotos, bucentinha infantil.

Quando o seu bebé não quiser tomar os medicamentos

Arranje uma seringa (sem agulha) ou um dispensador, dos que se vendem nas farmácias e lojas de produtos para criança (ou que, por vezes, acompanham os medicamentos), e dê pelo lado da boca. O bebé irá engolindo, mesmo que entre dois choros, e não correrá o risco de se engasgar, cuspir ou vomitar. Se o bebé fechar a boca, deixe passar um bocadinho e aproveite um momento de choro. Não o violente, como por exemplo apertando o nariz ou assustando. Mas seja firme, fazendo entender que tem mesmo que dar o medicamento. Há momentos em que podemos transigir, outros não. Nenhuma criança aceita de bom grado, especialmente estando doente, tomar medicamentos, sobretudo à noite ou quando está a dormir. Tem que ser um exercício de paciência, mas também de querer. É para bem deles! Os supositórios são geralmente bem tolerados em bebés com menos de um ano, e não havendo diarreia, são sempre uma boa solução porque podem ser postos na muda da fralda; aos bebés com mais de 4-6 meses, dê um brinquedo para ele se relaxar. Uma coisa que o pode entreter é colar um adesivo no dedo. Ele tentará tirá-lo e o adesivo vai-se colando de dedo para dedo, entretendo-o; molhe sempre a ponta do supositório ou ponha um pouco de vaselina. Depois de empurrar o supositório e de o ver desaparecer, mantenha o ânus apertado durante uns momentos, para o supositório subir até à ampola rectal. Caso contrário sairá com o mínimo de força (como a que o bebé faz a chorar). As gotas ou pomada dos olhos têm mesmo que ser colocadas dentro dos olhos, e não «a fugir», deixando o produto cá fora. Ler Mais...

A observação global do bebé

A observação global do bebé permite vero seu tónus muscular (ou seja, a força dos músculos em repouso). Uma das formas de avaliar e segurar o bebé pelo ventre, de barriga para baixo, e ver se pende, tipo «boneco de trapos», ou se faz esforços para se empertigar e manter-se horizontal, sem se encurvar em demasia e a força quando em movimento, a vitalidade, o tipo de choro, a maneira como se acalma, nomeadamente quando se coloca na posição fetal e se fala com ele. Ler Mais...

Mais vale uma estratégia coerente e sustentada do que uma solução inventada na farmácia

Os medicamentos só devem ser utilizados por prescrição médica, mesmo que a prima, o vizinho ou a filha do colega se tenham dado bem com eles. Se o objectivo é induzir o sono e reforçar a segurança, ter-se-ão que usar fármacos que actuem no sistema nervoso central, sedando-o. Estando o cérebro da criança em pleno desenvolvimento, o uso de medicamentos pode ter outras implicações que devem ser equacionadas caso a caso. De qualquer modo, os medicamentos não corrigem o problema, quanto muito dão tréguas para que os pais e filhos se recomponham... até à batalha seguinte. A melatonina, hormona do sono, começa a ser uma arma utilizável para conseguir reprogramar o despertador biológico, mas tem indicações precisas e falha muitas vezes. Se a criança chora ou chama durante a noite, e se não consegue adormecer, embalada pelo próprio choro, então teremos de acalmá-la. A simples presença dos pais é apaziguadora, pelo que não há necessidade de fazer demasiados estímulos - centra-se o apoio na referência ao objecto de transição e não se acendem luzes, fala-se alto ou fazem demasiados estímulos táteis. Os desabafos dos pais, embora naturais, não devem ser ditos no quarto da criança (estilo: «Que inferno», «Não aguento mais», «Não vês que amanhã tenho trabalho»...). Ler Mais...

Devo pegar no bebé sempre que ele chora?

Embora isso seja uma opção pessoal, nunca deverá sentir que está a mimar o bebé por responder ao seu choro ou por o embalar muito e o levar ao colo de um lado para o outro se isso o confortar. De início, o choro é o único método de comunicação do bebé. Tem o propósito de chamar a sua atenção e de a afetar para que você possa rapidamente descobrir o que ele necessita. Contudo, desde que você tenha cumprido com as necessidades básicas dele e esteja certa de que ele não está com fome, com sede, demasiado quente ou frio, aborrecido, molhado ou doente, não há problema em deixar o seu bebé chorar alguns minutos. Alguns bebés aprendem a confortar-se a eles próprios, enquanto alguns pais ficam perturbados logo que o bebé chora e correm para ele rapidamente. Tem que confiar no seu próprio julgamento e decidir o que é certo para si. No entanto, tente assegurar- se de que tanto você como o seu companheiro são consistentes na forma como respondem ao choro do vosso bebé. Ler Mais...

O meu bebé chora continuamente. Não estou a ter muito sucesso com a amamentação – será que tem fome?

Os bebés recém-nascidos choram em média duas horas e meia por dia. Chorar é a única forma que o bebé tem de comunicar e, assim, ele chora para que você responda às necessidades dele, quer esteja com fome, molhado quer se só quiser um colinho. Alguns bebés choram mais e podem espernear quando você tentar consolá-los, o que a pode tomar ansiosa. Se você estiver ansiosa com a amamentação, o seu bebé pode notar isso e começar a chorar. Por vezes, é necessário dar um passo atrás e tentar relaxar. Tomar um banho quente com o seu bebé, encostando a sua pele à dele, pode ajudar a acalmar os dois e ajudá-la a relaxar mais enquanto amamenta. Quando o seu bebé estiver quente e calmo, poderá querer encontrar uma boa posição para mamar. Assegure-se de que ele agarra bem no peito e que não lhe causa dor depois das primeiras sucções. Permitir que o seu bebé se alimente como e quando quiser também é importante. Com o crescimento, as refeições do seu bebé tornar-se-ão mais regulares e a forma de se alimentar mudará. Outras razões por que o seu bebé pode chorar poderão ser agitação (tente o banho quente), estar desconfortável (tente pô-lo a arrotar), estar molhado ou sujo (mude-lhe a fralda), estar com frio ou calor (mude-lhe a roupa e a temperatura do quarto), querer conforto (tente enfaixar), ou estar aborrecido (fale, cante e brinque com ele). Ler Mais...

O meu bebé chora continuamente e estou a achar muito difícil apreciar o tempo que passo com ele. Isso é normal?

Criar laços é a ligação que se desenvolve entre os pais e o seu bebé e isso pode, por vezes, ser afetado se você estiver esgotada pelo choro constante. Embora o seu bebé não cause nenhum mal a si mesmo, isso pode ser stressante e preocupante para os pais. Se o seu bebé chora continuamente apesar de todos os seus esforços para o acalmar, é fácil sentir-se rejeitada. Pode ajudar recordar-se que criar laços é um processo e não uma coisa que tem de acontecer dentro de um certo espaço de tempo depois do parto. Se estiver preocupada que o processo de criar laços seja afetado, tente recrutar algum apoio extra do seu companheiro, amigos ou médico para melhorar a sua situação. Alguns métodos práticos para tentar reduzir o choro e facilitar a criação de laços entre os dois, incluem tomarem banho juntos, dar um passeio utilizando um porta-bebés (mesmo à volta da casa), ou massagem de bebés. A linha SOS amamentação oferece apoio e conselho aos pais dos bebés que têm problemas de sono ou que choram em excesso. Ler Mais...
Chora quando medica coloca supositorio no seu bumbum | Para Pais.