Resultados para: "cha pra dilatar o utero"

Você está a ver alimentação , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa cha pra dilatar o utero. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Dilatação

Nas fases iniciais do trabalho de parto, o colo do útero começa a amaciar, e depois começa a dilatar para que o bebé possa passar através dele e sair pela vagina. A cabeça do bebé não pode passar pelo colo do útero até ele estar completamente dilatado. O tempo que isso demora varia: algumas mulheres já têm alguns centímetros de dilatação no início do trabalho de parto, enquanto outras levam várias horas a atingir essa fase. ong>2 CM de dilatação:ong> Na primeira fase, o colo do útero começa a amaciar e a abrir gradualmente. ong>6 CM DE DILATAÇÃO:ong> O colo do útero está a cerca de metade da dilatação e agora as contrações são mais fortes. ong>10 CM DE DILATAÇÃO:ong> O colo do útero alargou o suficiente para o útero poder empurrar o bebé para fora. Ler Mais...

Posso eu mesma verificar a minha dilatação ou pedir ao meu marido para o fazer?

Há uma corrente de pensamento que acredita que o exame vaginal do colo do úteroo deve ser feito por rotina por ninguém, durante o progredir de um trabalho de parto normal, e isso inclui-a a si e ao seu companheiro. Há várias razões para isso. Uma é que algumas mulheres acham esse processo muito desconfortável e obtém-se muito pouca informação além da de que o trabalho de parto está em progresso. Outra razão é que introduz o risco de infeção. Se estiver a ter contrações fortes e regulares, o colo do útero começará a dilatar e qualquer exame deverá ser feito por uma parteira treinada ou um obstetra "esterilizados", para limitar o risco de infeção. Há também a possibilidade de quem estiver a fazer o exame poder rebentar a bolsa de águas que envolvem o bebé antes de esta romper naturalmente. Assim, embora possa ser possível sentir o seu próprio colo do útero dependendo da fase de trabalho de parto em que se encontra, isso em geral não é recomendado. Ler Mais...

Já tive três abortos e tenho medo de voltar a tentar engravidar – que posso fazer?

É compreensível, dada a suas experiências, que tentar engravidar de novo seja assustador. A seguir a um terceiro aborto é normal que o seu médico lhe faça uma série de exames para verificar se pode encontrar uma razão para os abortos. Em alguns casos, a causa é identificada e pode ser feito tratamento para ajudar a melhorar o resultado de uma gravidez seguinte. Possivelmente terá de fazer várias análises ao sangue. Estas serão para procurar anticorpos (proteínas no sangue que atacam qualquer substância que reconheçam como estranha ao organismo), anomalias cromossómicas, e infecções. Também lhe poderá ser feito um exame, um papanicolau e uma ecografia para examinar o seu útero e canais. Se se descobrir alguma anomalia cromossómica, deverão ser-lhe dados aconselhamentos genéticos para discutir as implicações em futuras gravidezes. Também deverão ser verificados os níveis das hormonas progesterona e prolactina pois podem ter influência num aborto. Por vezes, descobre-se que o colo do útero está enfraquecido e pode dilatar cedo de mais. Se for o caso, ser-lhe-á feita uma sutura cervical que actua como um elástico no colo do útero e felizmente evita futuros abortos ou partos prematuros. Se estes exames ainda não lhe foram feitos, fale sobre eles com o seu médico antes de tentar engravidar de novo para que possa começar qualquer tratamento recomendado o mais rápido possível. Ler Mais...

Estou em tentativa de trabalho de parto – durante quanto tempo poderei ficar em trabalho de parto?

Uma tentativa de trabalho de parto é uma coisa que é feita se, por exemplo, uma mulher tiver tido problemas na gravidez ou tiver tido uma cesariana anteriormente. Isso permite à mulher estar em trabalho de parto tempo suficiente para determinar se poderá ser possível um parto vaginal. Poderá ser difícil dizer quanto tempo lhe permitirão estar em trabalho de parto pois o tempo depende do progresso do seu trabalho de parto e da opinião do pessoal médico que estiver a tratar de si. O seu trabalho de parto será cuidadosamente monitorizado com a sua parteira a avaliar o seu progresso com regularidade para verificar se o colo do útero está a dilatar como esperado e se o bebé está a descer pela pélvis. Podem-lhe fazer uma monitorização contínua aos batimentos cardíacos do bebé e terá assistência médica por perto no caso de precisar de uma cesariana. Ler Mais...

Como é que o hospital verifica o meu progresso?

Uma parteira experiente pode dizer muito sobre o seu trabalho de parto simplesmente olhando para si e observando o seu comportamento. Por exemplo, uma mulher que conversa alegremente entre cada contração, o mais certo é ainda não estar em trabalho de parto bem confirmado. Uma mulher que está em trabalho de parto confirmado e começa a ficar irrequieta e com náuseas pode estar na fase de transição, aproximando-se da segunda fase do trabalho de parto. Outra forma pela qual a sua parteira avaliará o seu progresso é apalpando a sua barriga para verificar a força das contrações e sentindo também a posição da cabeça do bebé na sua pélvis. Um exame interno também revela muito sobre o progresso do seu trabalho de parto. Ao colocar dois dedos dentro da vagina, a parteira ou o médico podem sentir quanto o colo do útero está a dilatar, e se a cabeça do bebé está a descer e em que posição se encontra. Ler Mais...
Cha pra dilatar o utero | Para Pais.