Resultados para: "cansaco da alma"

Você está a ver gravidez , grávida e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa cansaco da alma. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Identificar o cansaço da alma, do espírito e da mente…

Algumas vezes, a causa do cansaço reside em situações do foro psíquico, a sensação de estar sem entusiasmo ou motivação, muitas vezes associada à desilusão e à frustração. Esta «falta de forças» mental condiciona astenia e cansaço físico:
  • uma vertente tem a ver com os estados de alma - quando se está triste ou melancólico, também se tem menos apetência para grandes atividades físicas, caso em que «tudo o que se faça cansará». É normal (e desejável) estar-se triste mas, obviamente, quando a tristeza dura muito tempo ou entra em níveis de depressão, então já exige uma atitude - o cansaço pode ser um dos primeiros sintomas, equiparando-se a outros sintomas designados por «equivalentes depressivos», como dores de cabeça, baixa de apetite, dores de estômago, perda de interesse pelas atividades do dia-a-dia, andar «embezerrado», problemas de sono (acordar muitas vezes durante a noite ou acordar muito cedo) e dificuldades de concentração, entre outras:
  • a tentativa efe chamai as atenções, seja porque a criança se sente à margem da vida da família, seja porque se sente desprezada ou está em sofrimento e quer que alguém lhe ligue, pode ser uma razão para os nossos filhos referirem cansaço. «Sinto-me cansada.» É uma queixa que desperta o interesse dos pais, mais do que se tossir ou espirrar. Algumas vezes, mesmo sem sentir nada de especial, levam a sua «representação» até ao fim, sujeitando-se inclusivamente a análises e exames;
  • quando existe uma pessoa doente no aglomerado familiar ou no círculo de amigos, as crianças podem, também elas, ter sintomas, de origem psicossomática, mas nem por isso menos reais. O cansaço é um deles.
Ler Mais...

Estou com 35 semanas e sinto-me tão cansada como no primeiro trimestre. Isto é normal?

O cansaço pode causar problemas reais às mulheres no primeiro e no último trimestre e muitas vezes é pior nas mulheres com peso a mais ou com uma gravidez múltipla. Nas primeiras fases, pode sentir-se cansada e letárgica devido as alterações hormonais, enquanto que na gravidez avançada o cansaço é causado por exigências extra do seu corpo. O descanso é a melhor cura, embora isso possa ser difícil se estiver a trabalhar ou a cuidar dos outros filhos. Aumente os seus níveis de energia com refeições regulares e equilibradas. A gravidez avançada é também a altura de pedir ajuda ao seu companheiro, família e amigos em coisas como fazer compras, a lida da casa e cozinhar. Um cansaço agudo no último trimestre pode indicar que o seu nível de ferro está baixo, portanto deverá verificar os seus níveis de ferro. Ler Mais...

Cansaço

É importante separar bem os conceitos de cansaço físico, cansaço psicológico, estar farto de alguma coisa, etc. Utilizamos muitas vezes os termos, mas por vezes eles não correspondem exatamente ao que desejamos expressar. Definir «cansaço», ou a sensação de se «estar cansado», é tarefa muito subjetiva. Quem somos nós para «decidir» do cansaço dos outros - e quantas vezes os pais não caem nesse erro e dizem aos filhos: «não tens idade para estar cansado», «na tua idade eu nunca me cansava» (mentira!), «estás cansado o quê, pensas que me enganas», ou então levam demasiadamente a sério uma queixa que não pretendia ser mais do que um desabafo. Sentir-se cansado é algo de muito subjetivo, como qualquer sentimento o é - ter fome, ter sono, estar alegre ou triste, não são decretáveis por Lei nem regulamentáveis. E muitas vezes nem sabemos muito bem porque é que isso acontece. Ainda agora estávamos bem e, de repente, «dá-nos o amoque». «Caiu-nos na fraqueza!» - é a expressão que utilizamos e que, não expressando afinal nada de científico, consegue ser tão precisa. Há um momento em que o corpo (ou a mente, ou ambos) pedem tréguas e, das duas uma, ou lhes damos razão e descansamos - e o cansaço passa - ou persistimos a não ouvir a «voz do dono» (e a voz da razão) e continuamos sem descanso, até ficarmos…cansados. Cada criança tem o seu limite físico e psíquico, em termos de cansaço. E isso pouco tem a ver com estrutura esquelética ou muscular, com magreza ou obesidade. Qualquer criança pode cansar-se com um dia normal no jardim-de-infância ou depois de uma noite mal dormida. Quando uma criança, por exemplo, acorda cansada, tem de fazer uma interrupção a meio do dia, independentemente de estar numa idade em que «ainda se faz sesta» - as escolas que determinam essa necessidade segundo a idade, terão de admitir que uma criança mais velha durma a sesta, pelo menos quando os pais informarem que ela dormiu mal nessa noite, caso contrário chegará ao fim do dia completamente off, com birras, desarticulação corporal e pensamentos aleatórios. Ler Mais...

Estou com dois meses de gravidez e sinto-me sempre muito cansada. Isto é normal?

Sim, o cansaço é uma das queixas mais comuns da gravidez e muitas mulheres sentem uma perda súbita de energia nas primeiras fases, enquanto o corpo se habitua às alterações causadas pela gravidez. Por vezes, isto continua durante o primeiro trimestre, mas por volta da 13ª semana deverá começar a sentir um pouco mais de energia. Quando não estiver a descansar, tente manter-se activa e fazer algum exercício suave. Outra causa para o cansaço é a anemia, uma situação normal na gravidez que precisa de ser vigiada. Embora o mais certo é que o seu cansaço seja devido à própria gravidez, quando for vista pela sua parteira terá de fazer análises ao sangue para verificar os seus níveis de ferro e, se estes se encontrarem baixos, terá de tomar suplementos. Para evitar a anemia, coma alimentos ricos em ferro, como legumes de folhas verdes, carne vermelha, cereais integrais, leguminosas e sumo de ameixa. A vitamina C ajuda o seu corpo a absorver mais ferro da sua dieta, portanto faça por beber sumo fresco de laranja ás refeições e limite as bebidas de chá e café, pois a cafeína impede a absorção do ferro. Ler Mais...

Será doença?

Uma doença do coração exprime-se por sinais e sintomas de mau funcionamento da bomba cardíaca e não exclusivamente por um sopro. Mais: pode ocorrer doença cardíaca (por vezes grave) e até nem haver qualquer sopro. Os pais deverão, assim, estar atentos a outros sinais e sintomas que poderão sugerir a existência de uma doença do coração, tais como: cansaço a comer, suor a comer, cansaço em relação à atividade das crianças da mesma idade, dificuldade em respirar; pneumonias de repetição, sensação de o coração «bater muito» sem ser durante o esforço ou língua arroxeada, entre outros. As crianças com sopro inocente não necessitam de qualquer seguimento especial ou limitações à sua vida normal (incluindo atividades desportivas), ou de realizar, na maioria dos casos quaisquer exames complementares de diagnóstico, a não ser nos primeiros dezoito meses de vida e, ainda assim, por mera precaução pois a larga maioria dos exames vem, felizmente, «negativo». Ler Mais...

Causa orgânica de cansaço na criança

Existem doenças que podem revelar-se por cansaço, entendendo este cansaço como aquele que é «anormal» para a criança em questão, ou em comparação com os da mesma idade, e que não se limita a um ou dois dias, mas que se prolonga por vários dias ou até semanas. Outro aspeto importante tem a ver com o facto de as queixas serem veiculadas pelo próprio e não pelos pais. Salvo algumas exceções, como as chamadas de atenção, é raro uma criança queixar-se «a sério» de cansaço. No entanto, se o fizer, o assunto não deve ser desvalorizado.
  • algumas doenças agudas e crónicas podem ser responsáveis pelo aparecimento de cansaço. Aliás, praticamente todas as doenças o podem fazer: infeções virais ou bacterianas, sobretudo se prolongadas, anemias, doenças crónicas do aparelho respiratório, renal, cardíaco ou outros, enfim o cansaço e a falta de forças (astenia) são queixas comuns nestas situações; Embora, geralmente, existam outros sintomas e sinais que permitem diagnosticar esta ou aquela doença, há situações em que o cansaço pode ser, se permanece durante vários dias ou semanas, a única queixa (como tuberculose, mononucleose ou algumas outras infeções);
  • «saltar» refeições - a pressa matutina pode levar a que isto aconteça. Muitas crianças levantam-se de manhã com o tempo contado (ou melhor, mal contado) e saem de casa sem tomar o pequeno-almoço. É um erro! O pequeno-almoço, depois de um jejum noturno quase sempre superior a 10 horas, é essencial para repor os níveis de açúcar no sangue. Se estes baixam muito, diminui o rendimento intelectual, faltam as forças físicas e aparece irritabilidade, má disposição e...cansaço. O mesmo acontece se se estiver sem comer muitas horas à tarde, ou se chegam tão cansados que nem comem e adormecem;
  • dormir pouco - outra causa bastante frequente de cansaço. Cada criança tem o seu ritmo de sono e a necessidade em horas de sono varia muito conforme a idade. As crianças precisam de dormir, e precisam de dormir em alturas do dia que muitas vezes não são as mais adequadas à organização da vida (durante o fim da manhã, por exemplo). Os horários delas ou dos pais não se compadecem com estas exigências biológicas. Por isso muitas crianças acabam por dormir pouco, acordando já cansadas, cansaço esse que se mantém durante grande parte do dia;
  • outra razão para o cansaço é o excesso de atividades. Algumas crianças têm uma agenda diária muito sobrecarregada, com um grande número de horas no infantário ou jardim-de infância, além de aulas extracurriculares disto e daquilo, atividades desportivas, «secas» nos transportes, etc. Se bem que seja bom usufruir dessas atividades, pode o seu ritmo tornar-se pouco descansativo. É assim normal que as crianças cheguem a casa cansadas e com vontade de se meterem na cama e dormir;
  • stresse - excesso de atividade na escola, birras frequentes, ansiedade...tudo isto pode causar cansaço, geralmente descrito, pelas crianças a partir dos 4 anos, como se tivesse «uma fita apertada à volta da cabeça»;
  • enxaquecas - geralmente aparecem só de um lado, acompanhadas de esvaimento ou vertigem, com enjoo e frequentemente com sintomas sensoriais (luzes, sons, cheiros), e podem surgir em qualquer idade, mas principalmente depois dos 3 anos. Se há alguém na família com enxaquecas, a probabilidade de as ter é maior.
Ler Mais...
Cansaco da alma | Para Pais.