Resultados para: "buceta na hora do parto"

Você está a ver gravidez , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa buceta na hora do parto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O bebé da minha amiga dormiu continuamente durante mais ou menos todo o primeiro dia. Isso é normal?

O parto é cansativo para o bebé e para a mãe e portanto não é invulgar que as primeiras 24 horas sejam bastante calmas, pois o bebé descansa depois do parto. Os bebés por vezes estão muito despertos e prontos para mamar logo após o parto, mas depois dormem bastante tempo. Além disso, se tiver tomado drogas, como petidina ou diamorfína durante o trabalho de parto, estas podem ir para o sistema do bebé e contribuir para a sonolência. Se, de início, o seu bebé dormir muito, aproveite o mais possível para descansar, mas amamente-o regularmente - a sua parteira avisá-la-á. Depois das primeiras 24 horas, o seu bebé pode alimentar-se ainda de forma irregular, talvez de hora a hora em cinco horas, e fazer então um sono de quatro horas. Saiba que não há nenhum padrão para os primeiros dias; o seu bebé deverá alimentar-se quando quiser e não espere por qualquer rotina nesta fase. Ler Mais...

Depois do parto poderei pegar no meu bebé de imediato?

Não deverá haver problemas, em especial se tiver tido um parto natural. Julga-se que o contacto pele com pele logo após o parto tem muitos efeitos benéficos, tanto para a mãe como para o bebé. Além de ajudar ao processo de criar laços, também ajuda a regular a temperatura do bebé, a respiração e os batimentos cardíacos. O contacto pele com pele ajuda ainda a estabilizar a amamentação pois esta é uma altura em que os bebés mostram os seus instintos naturais e procuram alimento, será a primeira vez que mamam, e em geral fazem-no com perícia. Há médicos que recomendam que o contacto pele com pele se prolongue pelo menos durante uma hora depois do parto, a não ser que você prefira terminar mais cedo. Ler Mais...

Quanto tempo durará a primeira fase do trabalho de parto?

A primeira fase do trabalho de parto dura até o colo do útero estar completamente dilatado. As mulheres têm tendência a começar a contar o tempo do trabalho de parto desde as primeiras contrações, mas as parteiras e outros profissionais de saúde só começam a contar quando este está confirmado, quando as contrações se tornam regulares, a cerca de cada três ou quatro minutos, e duram cerca de 45 segundos a um minuto e o colo do útero tem cerca de três centímetros de dilatação. Devido à diferença com que os trabalhos de parto são cronometrados, você pode ouvir falar de trabalhos de parto que duraram 50 horas e de outros que duraram duas. Em média, os trabalhos de parto das mães pela primeira vez duram cerca de 12-14 horas. Se continuar depois desse tempo, o médico poderá querer investigar porque é que o trabalho de parto não está a progredir. Logo que o trabalho de parto esteja confirmado, os profissionais de saúde geralmente esperam que o colo do útero dilate a uma média de meio centímetro por hora. Contudo, há enormes variantes nesta média e um trabalho de parto pode assim progredir normalmente com uma proporção de dilatação mais lenta ou mais rápida. A sua parteira mantê-la-á informada sobre os acontecimentos durante o trabalho de parto e não tenha medo de perguntar como é que as coisas estão a progredir. Ler Mais...

O que são as parteiras particulares?

Fora do Serviço Nacional de Saúde, há também os hospitais onde também existem parteiras. Estas parteiras particulares prestam o mesmo tipo de cuidados mas os seus serviços de cuidados pré-natais, cuidados durante o trabalho de parto e o parto, e de cuidados pós-natais são pagos. Como só tratam de um pequeno número de mulheres, as parteiras particulares podem oferecer uma continuidade de cuidados que nem sempre é possível no Serviço Nacional de Saúde e também podem adaptar os cuidados às suas necessidades individuais, por exemplo, a hora das consultas pré-natais que mais lhe convier. Ler Mais...

O que é uma “segunda fase prolongada”? Isso quererá dizer que o parto terá de ser assistido?

É difícil definir uma "segunda fase prolongada" pois depende de certos fatores, por exemplo se é o seu primeiro bebé, da posição e do tamanho dele, se tiver uma epidural, se as contrações são eficazes, a frequência a que surgem, da eficiência de fazer força e se a pélvis está com um tamanho adequado. Há algumas provas que sugerem que, se o bebé tiver descido bastante na pélvis e não houver sinais de sofrimento, então não há necessidade de pôr limite de tempo ao trabalho de parto. No entanto, os hospitais costumam ter diretrizes sobre durante quanto tempo permitem que a mulher faça força, antes de decidir que poderá ser necessária uma intervenção. Em geral, passado cerca de hora e meia, os médicos podem decidir pelo parto assistido para reduzir o risco de sofrimento fetal e de a mãe ficar exausta. Ler Mais...
Buceta na hora do parto | Para Pais.