Resultados para: "bolinhas de puz nos labios do bebe"

Você está a ver alimentação , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa bolinhas de puz nos labios do bebe. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

E os pipis…

Os pequenos lábios vaginais podem estar, frequentemente, colados. Por vezes é necessário o médico pediatra ou cirurgião afastarem-nos, e os pais deverão depois colocar vaselina durante 15 dias, para não voltar a colar. O nome técnico é«Sinequia dos pequenos lábios». Em alguns bebés do sexo feminino, as hormonas maternas, ainda em circulação no bebé, podem originar um pequeno fluxo vaginal de sangue e de muco. Ler Mais...

O que é observado?

O técnico começa por verificar o batimento cardíaco do feto e depois conta os bebés - por vezes os gémeos não se revelam antes das 20 semanas! Medirá o perímetro cefálico e o diâmetro (diâmetro biparietal), a circunferência abdominal e o fémur (o osso da coxa) para datar a gravidez e assegurar-se de que o bebé está a crescer bem. Procurará anomalias no cérebro, face e lábios, espinha, abdómen, coração, estômago, rins, bexiga, mãos e pés. Por último, examinará a placenta, o cordão umbilical e o líquido amniótico. Poderá ser possível saber o sexo do bebé, embora você possa pedir para não lhe darem essa informação. Ler Mais...

Queilite

Queilite significa inflamação dos lábios, com vermelhidão, fissuras (por vezes com sangramento, sobretudo se a criança as morder e tentar arrancar) e aparecimento de escamas. É mais frequente nas crianças alérgicas. O frio e o vento, bem como o pó e a secura ou o sol, ou ainda uma dieta sem vegetais e fruta, podem também ser causa da queilite. O tratamento faz-se com aplicação de vaselina ou batons próprios, tentando que a criança não arranque as peles secas. Se há infeção, especialmente no canto da boca, pode ter de se aplicar uma pomada com antibiótico durante 3 a 4 dias, e dar um xarope de vitamina B. Ler Mais...

A baixa de audição

As otites de repetição e a má drenagem e deficiente respiração do ouvido, como consequência do entupimento da trompa de Eustáquio, levam a que possa haver uma baixa da audição, particularmente grave quando acontece em idades precoces, durante a aprendizagem da fala. Muitas vezes não se dá por ela, dado que antes da ida para a escola a maioria das crianças consegue fazer a vida normal ouvindo pouco. Vai lendo nos lábios, vai dizendo «O quê?», obrigando assim os adultos a falar mais alto, aumenta o volume da televisão e, quando não entende e ignora a conversa, os pais acham que ela está a ser «distraída» ou «só a ouvir o que lhe convém». Ler Mais...

Técnica de escovagem

A criança deve ser ensinada a escovar de maneira ordenada e sistematizada, para que não se esqueça de nenhuma superfície. A escovagem deve começar sempre pelo mesmo lado e seguir sempre a mesma ordem. Na zona dos dentes que mastigam podemos dizer para a criança fazer um movimento do «comboio», ou seja, um movimento de vaivém, para a frente e para trás, em cada dois dentes e contando até 10. Nas outras superfícies lisas dos dentes o movimento deve ser de «bolinha», como se estivesse a desenhar bolinhas com a mão que tem a escova. É importante escovar junto à gengiva para evitar inflamações nessa área. A escova pode e deve tocar e escovar a gengiva. Normalmente, quando só estão presentes os dentes de leite (até cerca dos 5-6 anos de idade), estes apresentam espaços entre si. Se for o caso, o fio dentário não será necessário. Por vezes existe já na dentição de leite um certo apinhamento dentário e o médico dentista poderá recomendar o uso do fio. Nesta idade, os pais devem passar o fio nos dentes da criança, pois esta não tem ainda coordenação para o fazer. A escovagem da noite é muito importante, porque é a altura em que se criam as condições ideais para a formação de cáries, porque a criança não come nem fala e, portanto: • Há uma diminuição da saliva, que é protetora contra as bactérias; • Os dentes não batem uns nos outros, o que leva a diminuir a autolimpeza; • A língua está parada e não ajuda na limpeza. Ler Mais...

Amamentar é uma luta. O que estamos a fazer errado?

Embora amamentar seja suposto ser um processo natural, para algumas mães e bebés pode ser um desafio. Há algumas diretrizes básicas para a ajudar a relaxar, a si e ao seu bebé, e para fazê-lo agarrar como deve ser. Primeiro, tente não forçar o mamilo para dentro da boca do bebé. Em vez disso, espere que o seu bebé se incline para o mamilo. Para isso acontecer, o seu bebé deverá estar voltado para si com a cabeça, os ombros e o corpo numa linha direita. O lábio inferior do bebé deverá estar por baixo do seu mamilo. Para acalmar o seu bebé deverá acariciar o lábio dele com o seu mamilo ou espremer umas gotas de leite para os lábios dele. Se o bebé quiser mamar, abrirá a boca para receber o mamilo. Se isso acontecer, encoste-o mais a si para que ele possa agarrar bem o mamilo e a aréola (a parte mais escura da pele à volta do mamilo). Logo que ele esteja na posição correta, você não deverá poder ver o seu mamilo, só uma pequena área da aréola. Também se deverá sentir confortável. Embora não deva levar o seu mamilo de encontro ao seu bebé, pode puxá-lo contra o seio para que a boca dele toque no mamilo e seja encorajado a abri-la. Evite inclinar-se para a frente, pois isso pode causar-lhe dores nas costas e pode forçar uma má técnica de amamentação. Há sinais de que o seu bebé está a agarrar corretamente. O lábio inferior deverá estar dobrado para trás, o queixo a tocar o seio, a boca bem aberta, a sua aréola deve ser mais visível acima do lábio superior do que por baixo do lábio inferior e o ritmo de sucção deve ser em sucções longas e profundas. Ler Mais...
Bolinhas de puz nos labios do bebe | Para Pais.