Resultados para: "bebe se engasga com resto de parto qual atitude tomar"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa bebe se engasga com resto de parto qual atitude tomar. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. cesaria inflamada por dentro, cesaria inflamada, gemeos escondidos barriga, mulheres parindo dentro do hospital, colo do utero dilatado fotos, pontos parto normal coçando, tive dengue posso engravidar.

Os partos naturais ou na água são melhores para o bebé? Devo pedir à minha mulher para fazer um?

Muitos especialistas em nascimentos concordarão que um parto vaginal sem problemas é a forma mais segura de parto tanto para a mãe como para o bebé. Também em geral se considera seguro o uso da água como método para aliviar a dor nos trabalhos de parto sem complicações. Contudo, por vezes não é possível conseguir um parto vaginal sem problemas devido a certas situações que podem surgir durante a gravidez, o trabalho de parto e/ou o próprio parto. Se ocorrer um problema com a mãe ou com o bebé, a equipa médica aconselhará qual o parto mais seguro para o bebé. É importante que a sua companheira pense no tipo de parto que prefere e que não tente nada com que não se sinta confortável. Portanto não é na realidade a sua função tomar decisões em vez da sua companheira e também será acertado estar preparado para ser flexível e ver como o trabalho de parto se desenrola. Ler Mais...

Posso tomar banho depois de as águas rebentarem?

Se não houver complicações na sua gravidez e no seu trabalho de parto, então podetomar um banho, o qual poderá também ser utilizado para aliviar a dor. Sem dúvida que utilizar água no trabalho de parto tem sido avaliado em muitas experiências e a maioria demonstra que as mulheres dizem sentir uma significativa redução na dor. Estudos concluíram não haver aumento no risco de infeção nas mulheres que tomam banho a seguir à rutura espontânea das suas membranas. Se está insegura acerca disto, pergunte à sua parteira quais as diretrizes do seu hospital local, pois muitas maternidades têm políticas específicas para assegurar uma prática segura no que se refere ao uso da água tanto no trabalho de parto como no parto. Ler Mais...

Não quero ser monitorizada durante o trabalho de parto. As parteiras e os médicos dar-me-ão ouvidos?

A não ser que haja complicações médicas ou obstétricas, como uma cesariana anterior ou tensão alta, não precisará de estar continuamente ligada a um monitor para ouvir os batimentos cardíacos do seu bebé. Assim, um processo chamado "auscultação intermitente", o qual significa ouvir com regularidade o batimento cardíaco do bebé com um doppler, deverá ser suficiente para monitorizar o bem-estar do bebé. Por último, a escolha de monitorizar ou ouvir, se tudo estiver bem, é sua. Se a parteira ou o obstetra quiserem monitorizar continuamente os batimentos cardíacos do bebé, terão de explicar porquê. Será boa ideia tomar nota dos seus desejos durante a gravidez num plano de parto e discutir isso com a sua parteira antes de entrar em trabalho de parto. Se não tiver oportunidade de discutir isso antes de entrar em trabalho de parto, quando entrar em trabalho de parto, a parteira de serviço tomará conhecimento do seu historial médico e assegurar-sede que você e o seu bebé estão bem e, então, perguntará se tem um plano de parto ou você pode mostrar-lhe o seu plano. Ler Mais...

Gosto de saber com o que contar. O que é que acontecerá quando eu chegar ao hospital?

As rotinas dos hospitais variam, mas em geral será enviada para o serviço de ginecologia e obstetrícia e uma das parteiras de serviço virá observá-la. Além de fazer perguntas sobre o seu trabalho de parto até esse momento, ela provavelmente medirá a sua temperatura, as pulsações e a tensão arterial e ouvirá o batimento cardíaco do bebé. Também apalpará a sua barriga para determinar a posição do bebé e se a cabeça já encaixou ou se desceu para a pélvis. Se as suas contrações forem regulares, podeser feito um exame interno para revelar qual a dilatação do colo do útero e assim qual a fase do trabalho de parto. Esta informação dará à parteira uma visão do seu bem-estar e do bebé e ajudará as duas a decidir qual o próximo passo. Se o seu trabalho de parto estiver numa fase muito inicial, a sua parteira poderá sugerir que regresse a casa por mais algum tempo ou que passe algum tempo na enfermaria. Se o seu trabalho de parto já estiver confirmado, procurarão uma sala de partos para si. Ler Mais...

Ouvi dizer que o chá de folhas de framboesa pode iniciar o trabalho de parto. É verdade?

Isso está errado pois o chá de folhas de framboesa não ajuda a iniciar o trabalho de parto, mas pode ajudar a reduzir a sua extensão. Num estudo em Sydney; deram a 192 mães um comprimido de 1,2 g de folha de framboesa ou um placebo duas vezes ao dia durante 32 semanas. O comprimido não tinha efeitos prejudiciais e as mulheres que tomaram o suplemento tiveram uma segunda fase do trabalho de parto mais curta e uma percentagem mais baixa de parto assistido (19,3% para 30,4%). Este chá contém um alcalóide que fortalece e tonifica os músculos uterinos, ajudando-os a contrair. Deverá começar a tomar chá de folhas de framboesa nas últimas 8 semanas de gravidez. As 32 semanas, pode tomar uma chávena de chá por dia, aumentando gradualmente até quatro chávenas ou comprimidos por dia (dependendo da mistura). Também pode ser tomado no trabalho de parto. Ler Mais...

O que é um parto assistido?

Um parto assistido é quando se usam fórceps ou ventosas de aspiração, para ajudar a retirar o bebé do canal de parto, se o bebé não estiver a ter um bom progresso durante o trabalho de parto ou se houver complicações durante a segunda fase do trabalho de parto, num parto vaginal. Ainda assim, você continuará a ajudar a expulsar o bebé com as suas contrações, mas o instrumento utilizado ajudará a guiar o bebé através do canal de parto. Ler Mais...
Bebe se engasga com resto de parto qual atitude tomar | Para Pais.