Resultados para: "bebe saindo pela vajina aberta"

Você está a ver bebé , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa bebe saindo pela vajina aberta. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Ensinar a não desperdiçar

A relação entre as coisas é fundamental. As crianças gostam de entender os ciclos da natureza e habituam-se a não desperdiçar As questões ecológicas que vão enfrentar são enormes, como já é previsível. A escassez e qualidade da água será uma delas. É funda- mental ensiná-las que a água respeita-se, não se desperdiça. E que serve para tantos fins que qualquer gota é importante. Uma criança pequena adorará histórias que a façam ver que, desde as células aos oceanos, a água está presente, passando pelos rios, fontes, lagos, torneiras e jarros. Ensinar a não deixar a torneira aberta quando não se está a usar, a servir-se da quantidade de que necessita, a não a sujar ou inquinar, faz parte da educação mais básica. E essa educação passa pela mesa e pelas conversas que um copo de água pode suscitar. Ler Mais...

A manobra de Heimlich

A chamada manobra de Heimlich pode salvar a vida, mas é preciso saber fazê-la. Esta manobra baseia se no facto de um golpe de ar forçado, de baixo para cima, através da traqueia, por contração do diafragma, deslocar o corpo estranho e enviá-lo-á para cima, eventualmente saindo até pela boca (cuspido). A manobra de Heimlich é muito simples, mas tem de ser efetuada com enorme cuidado em crianças deste grupo etário. Há que ter cuidado para fazer a manobra sem demasiada força e no local exato, para não lesar as costelas ou os órgãos internos.
  • quem faz a manobra (vamos chamar-lhe »adulto») coloca-se por detrás da criança;
  • a criança pode estar de pé ou sentada;
  • o adulto fecha a mão, tipo «murro», com o polegar dirigido para o abdómen da criança, entre a caixa torácica e acima da cintura;
  • a outra mão rodeia a cintura da criança;
  • inicia então uma série de 6 a 10 movimentos, bruscos (mas não violentos), no sentido para dentro e para cima, de forma a que o objeto saia; se necessário, repete, pois com a falta de oxigénio os músculos demoram mais a reagir;
  • se a criança estiver inconsciente, terá de ser deitada, o queixo posto para a frente e o punho colocado a nível do umbigo.
Ler Mais...

Vomitar sangue

Alguns bebés vomitam e o conteúdo do vómito está raiado de sangue. Isto pode acontecer essencialmente por duas razões: nos bebés que estão ao peito, sobretudo nos primeiros dias, pode ser sangue do mamilo da mãe, que eles engolem e que causa irritação gástrica. Quando bolçam nota-se o sangue da mãe. Outras vezes, quando o vómito é repetido e intenso, o sangue vem da faringe e da garganta, e não do estômago, devido ao esforço. É possível, quando os vómitos são violentos (tal como certos acessos de tosse), a cara e o pescoço do bebé ficarem com pintinhas de sangue que não desaparecem à pressão do dedo. Chamam-se petéquias mas não têm a ver com as petéquias das septicemias, por exemplo, que são espalhadas pelo corpo todo. Neste caso, são muito «territoriais», exactamente na região que sofreu o aumento de pressão pelo esforço do vómito ou da tosse, saindo alguns glóbulos dos pequenos vasos que ficaram com alta pressão. Ler Mais...

Amamentar é uma luta. O que estamos a fazer errado?

Embora amamentar seja suposto ser um processo natural, para algumas mães e bebés pode ser um desafio. Há algumas diretrizes básicas para a ajudar a relaxar, a si e ao seu bebé, e para fazê-lo agarrar como deve ser. Primeiro, tente não forçar o mamilo para dentro da boca do bebé. Em vez disso, espere que o seu bebé se incline para o mamilo. Para isso acontecer, o seu bebé deverá estar voltado para si com a cabeça, os ombros e o corpo numa linha direita. O lábio inferior do bebé deverá estar por baixo do seu mamilo. Para acalmar o seu bebé deverá acariciar o lábio dele com o seu mamilo ou espremer umas gotas de leite para os lábios dele. Se o bebé quiser mamar, abrirá a boca para receber o mamilo. Se isso acontecer, encoste-o mais a si para que ele possa agarrar bem o mamilo e a aréola (a parte mais escura da pele à volta do mamilo). Logo que ele esteja na posição correta, você não deverá poder ver o seu mamilo, só uma pequena área da aréola. Também se deverá sentir confortável. Embora não deva levar o seu mamilo de encontro ao seu bebé, pode puxá-lo contra o seio para que a boca dele toque no mamilo e seja encorajado a abri-la. Evite inclinar-se para a frente, pois isso pode causar-lhe dores nas costas e pode forçar uma má técnica de amamentação. Há sinais de que o seu bebé está a agarrar corretamente. O lábio inferior deverá estar dobrado para trás, o queixo a tocar o seio, a boca bem aberta, a sua aréola deve ser mais visível acima do lábio superior do que por baixo do lábio inferior e o ritmo de sucção deve ser em sucções longas e profundas. Ler Mais...

Onde é que o meu bebé irá dormir quando estivermos no hospital?

Em geral, as mães e os bebés ficam juntos 24 horas por dia. Só será separada do seu bebé se houver uma razão médica para isso, por exemplo, se o seu bebé precisar de cuidados especiais, e você será devidamente informada antes de concordar com isso. Em geral o seu bebé dormirá num berço preso à sua cama ou junto a ela. Isto é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela UNICEF que têm um programa chamado The Baby Friendly Initiative. Esta iniciativa trabalha com sistemas de saúde para assegurar cuidados de alta qualidade para mães e bebés, e muitas unidades maternas guiam-se pelos seus conselhos. Ler Mais...

Como se revela?

A sinusite pode aparecer em crianças de pouca idade. Os agentes que causam sinusite com sintomas são as bactérias, porque produzem pus, o qual enche a cavidade dos seios perinasais. São geralmente as mesmas bactérias que habitam ou infetam o nariz e a orofaringe. A sinusite dá dor, porque há um aumento da pressão resultante do enchimento demasia- do num espaço de dimensões não elásticas - a dor pode ser ao nível do próprio seio: na região à volta do nariz, na zona malar, à volta dos olhos, no alto da cabeça ou na testa, em um ou de ambos os lados, conforme estiverem mais ou menos afetados. O outro tipo de dor é mais uma sensação de «enchimento», de uma parte da cara que supostamente tem ar e que sentimos como -preenchida», embora possa não ser uma verdadeira dor. No entanto, a dor da sinusite pode ser tremenda - imaginem o que é a pressão sobre o osso, por dentro, quando o seio perinasal está cheio e não consegue drenar cá para fora. E o osso dói muito. Como algumas secreções sempre vão saindo, o nariz enche-se de corrimento amarelado ou esverdeado, espesso. Os seios etmoidais, quando se infetam numa criança pequena (primeiro, segundo ano de vida), podem dar uma inflamação à volta dos olhos, com inchaço e vermelhidão, e é uma situação que, se se acompanhar de dor e de febre, deverá ser vista pelo médico com alguma brevidade. Ler Mais...
Bebe saindo pela vajina aberta | Para Pais.