Resultados para: "bebe q nasce com uma veia no nsriz"

Você está a ver bebé , alimentação e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa bebe q nasce com uma veia no nsriz. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

O que significa um trabalho de parto pré-termo?

Pré-termo significa que o bebé nasce algumas semanas antes do previsto. Enquanto só uma pequena percentagem de bebés nasce no dia em que realmente se espera, prever exatamente quando será o parto é completamente impossível. A maioria das mulheres tem os seus bebés entre as 37 e as 42 semanas de gravidez. A data prevista (DPP ou data provável do parto) é calculada às 40 semanas. Tecnicamente, qualquer bebé nascido antes de completar as 37 semanas de gravidez é considerado prematuro, mas quanto mais perto da DPP o seu bebé nascer, menos problemas terá em adaptar-se à vida fora do útero. Ler Mais...

O que é o vérnix?

A maioria dos bebés que nasce antes das 40 semanas tem algum vérnix, uma substância branca e gordurosa na pele, que os protege enquanto estão noquido amniótico. Depois das 40 semanas este começa a desaparecer. Se o bebé nascer com vérnix, este não precisa de ser retirado, pois irá sendo gradualmente absorvido pela pele. Ler Mais...

O meu bebé pode ver luzes brilhantes? Estou com 32 semanas de gravidez.

Os olhos do bebé começam a desenvolver-se desde o início das 4-5 semanas com as pálpebras a formarem-se por volta das 8 semanas e a fecharem-se entre as 9 e 12 semanas. Pelas 24 semanas, toda a estrutura do olho está completamente desenvolvida e por volta das 28 semanas as pálpebras começam a abrir e a fechar. Embora tenhamos tendência a presumir que o útero é escuro, isso não é assim. Entre as 30 e as 32 semanas, o bebé tem noção de ambientes luminosos e escuros, dependendo do lugar onda a mãe se encontra e da hora do dia. Estudos têm concluído! que não só os bebés reagem à luz mas têm sido vistos em ecografias a tentar agarrar a fonte de luz. Quando um bebé nasce, reage às luzes franzindo ou piscando os olhos e pode ver a uma distância de cerca de 15-20 cm (a mesma distância dos seios à cara da mãe!). Ler Mais...

O nosso outro filho sofreu falta de oxigénio ao nascer. Ele está bem, mas eu estou preocupado em relação ao parto deste bebé.

Os bebés estão preparados para lidar com uma falta moderada de oxigénio durante o parto, o que é bastante normal. Alguns bebés sofrem uma maior falta de oxigénio e as parteiras são muitas vezes alertadas para isso ao observarem o padrão de batimentos cardíacos. Se houver alguma causa para preocupação, o bebé pode ser retirado rapidamente, ou com fórceps ou com ventosa, ou por cesariana. Na maioria dos casos, o bebé nasce em condições saudáveis ou responde rapidamente à reanimação depois do parto. Cada trabalho de parto é diferente e não há razão para que o seu próximo bebé reaja ao trabalho de parto da mesma forma que o primeiro, mas sem dúvida que os seus batimentos cardíacos serão monitorizados de muito perto, portanto sentir-se-á seguro com isso. Ler Mais...

O «ping-pong» da condição humana

Desde que nasce que o bebé vive a dualidade da autonomia, expressa no «ping-pong» entre o desafio e o receio, a ousadia versus regressão. Durante toda a vida o bebé (e depois a criança e o adulto) procurarão encontrar fatores protetores, verdadeiros equivalentes regressivos, que o transportem a um simulacro da «barriga da mãe», nas memórias que dela residem após os meses de gestação. Os fatores regressivos podem ser mesmo regressões de etapa frequentemente as crianças voltam a etapas de desenvolvimento anteriores, por exemplo, quando entram no infantário, nasce um irmão, mudam de casa, estão doentes, ou refúgio em momentos, pequenos estádios, ocasiões, algo que satisfaz e que liberta, permitindo ganhar força para os embates e para os riscos seguintes. Os pais podem proporcionar ao bebé o gosto pelas pequenas coisas, sem significado material mas com um grande peso em termos pessoais, e mostrar-lhe que não poderá ter tudo e muitas coisas nem sequer as terá naquele momento, mas poderá aprender a contentar-se com o que tem em vez de estar eternamente descontente pelo que não obteve. Outra questão que o bebé irá enfrentar é outro dilema da condição humana: ser «pobre dos outros» ou ser auto-suficiente. O bebé pequeno, tendencialmente omnipotente, crê-se o umbigo do mundo e o centro à volta do qual giram todas as coisas e todas as pessoas. A pouco e pouco terá que aprender que os outros, designadamente os pais, também têm vida própria e que as suas actividades, espaços e tempo não se esgotam na interação com o bebé. O bebé sabe que precisa dos outros, mas gostaria de ser auto-suficiente e poder sobreviver sem «aturar a maçada dos outros». É neste equilíbrio (que não segue uma linha recta, mas várias variações funâmbulicas) que o bebé e a pessoa se organiza, e com ele organiza também as suas várias vertentes social, de grupo, individual, privada, íntima. Organiza os espaços e tempos com os outros mas também os «jardins secretos» a que só poucos terão acesso. É este desígnio que dá sustentação ao sentir-se parte de uma comunidade, de uma sociedade, mas sentir-se ao mesmo tempo um ser único e insubstituível. Ler Mais...

O que acontece quando o meu bebé nasce?

Logo que o seu bebé tiver nascido, se tudo estiver bem, será encorajada a pegar nele e a conhecê-lo. A placenta e as membranas serão expulsas e a parteira examinará a sua vagina e o períneo para verificar se precisa de pontos, os quais serão dados com uma anestesia local. Quando estiver pronta, o seu bebé será examinado, etiquetado com o seu nome e a data de nascimento dele, pesado e vestido. Se ainda não tiver sido alimentado, a parteira ajuda-la-á a amamentar pela primeira vez. Antes de ir para uma enfermaria pós-natal, ajudá-la-ão a lavar-se e a ir à casa de banho. Se você e o seu bebé estiverem bem, poderão ir para casa dentro de algumas horas, por vezes diretamente do bloco de parto, desde que ambos tenham toda a ajuda de que precisam em casa, e o médico dê autorização. Se tiver feito uma cesariana, será enviada para uma sala de "recobro" durante cerca de duas horas para observarem a sua respiração, pulsação e tensão arterial. Verificarão a sua incisão e o seu sangramento vaginal, assim como o seu nível de líquidos, e a parteira ajudá-la-á a amamentar o seu bebé. Será então transferida para uma enfermaria pós-natal. Ler Mais...
Bebe q nasce com uma veia no nsriz | Para Pais.