Resultados para: "bebe branco permanece branco"

Você está a ver bebé , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa bebe branco permanece branco. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Pão integral ou pão branco?

Num dado momento da história, o pão branco começou a ser consumido pelas classes sociais mais favorecidas, como forma de se «separarem» das classes mais pobres Poderia ser muito «nobre», mas tratava-se de um monumental erro nutritivo. Infelizmente a moda pegou e o consumo de pão branco estendeu-se a todas as pessoas. No processo de refinamento do pão perdem-se fibras e alguns nutrientes importantes para o equilíbrio da criança. A digestão do integral é mais lenta, dando mais saciedade, e a fibra faz funcionar melhor o intestino. Portanto, embora o pão branco seja eventualmente mais agradável e de mais fácil digestão, o pão integral tem elementos nutritivos importantes que o branco perdeu, e que são protetores em relação à saúde. Tem, pois, de se valorizar o pão integral, mas também não é caso de se exorcizar o branco, dado que o consumo de pão (seja qual for) é muito, importante e, se bem mastigado, poderá diminuir o consumo de doces. Ler Mais...

Como é feita?

A ecografia transmite ondas de som de alta frequência através do útero que e ecoam no bebé. Os seus ecos são convertidos em imagem. Os ecos maiores referem-se aos tecidos mais densos como os ossos que aparecem na imagem do ecrã a branco, enquanto que os tecidos moles são uma mancha cinzenta. Os espaços cheios de liquido como o estômago, a bexiga, os vasos sanguíneos e o líquido amniótico que envolve o bebé não devolvem as ondas de som e assim aparecem a preto. É a diferença entre ecos e cores que possibilita a interpretação das imagens. Ler Mais...

Um recém-nascido já vê cores?

Os bebés podem ver cores desde o parto, mas têm dificuldade em distinguir tons semelhantes, como o vermelho e o laranja. Como resultado, muitas vezes preferem o preto e o branco ou cores de grande contraste nos primeiros meses. São atraídos para cores vivas e para contornos nítidos portanto lembre-se disso quando comprar brinquedos e livros. Entre os dois e os quatro meses, a diferença das cores torna-se mais nítida. O bebé mostra preferência por cores vivas e formas simples. Ler Mais...

O que é o colostro?

O colostro, normalmente chamado o primeiro leite, é uma substância aguada branco-amarelada produzida pelos seios para os primeiros dias. A maioria das mulheres não dá conta dele até depois do parto, embora comece a ser produzido logo às 20 semanas de gravidez e pode pingar durante a gravidez. Embora o colostro não seja abundante, tem uma grande concentração de nutrientes. É elevado em proteínas e vitamina K e também contém anticorpos e glóbulos brancos para proteger o seu bebé contra as infeções. O colostro ajuda o seu bebé a expelir as secreções e forra o estômago com uma camada protetora que ajuda na luta contra substâncias estranhas, como bactérias no organismo. Também se julga que o colostro ajuda a evitar alergias. Ler Mais...

Cuidado com os meios termos

O mundo não é a preto e branco, como toda a gente sabe, e os tons cinzentos são inúmeros. Mas para se aprender limites há que percebê-los, e não se percebem se todas as vezes em que há a oportunidade de os definir se opta por um «nim» ou um -talvez». Claro que talvez disso dependa, em adultos, desejarmos ver «milagres ou «tragédias» - basta ver como os factos do dia-a-dia são abordados nos meios de comunicação para perceber que é isso que impera. Mas por alguma razão as crianças gostam do Lobo Mau e dos Três Porquinhos, ou do Chapeuzinho Vermelho. O lobo tem de ser mesmo mau. A Cabra Cabrês não pode sentar-se com o Coelhinho Branco à mesa das negociações, moderada pela Formiga Rabiga. Nem o «atirei um pau ao gato e o gato não morreu» deve ceder ao politicamente correto do «atirei um peixe ao gato e o gato não comeu». A aprendizagem de uma postura tolerante parte de uma aprendizagem dos limites da intolerância. É preciso ter medo do Lobo Mau, e sofrer (quase de forma masoquista) cada vez que ele responde «É para te comer melhor!» Mais tarde serão as próprias crianças a inventar outros finais, a salvar o lobo e a temperar-lhe a água do caldeirão, a redimi-lo e «reabilitá-lo socialmente», mas só quando o Bem e o Mal estiverem interiorizados. Começar logo numa confusão ética é errado. O Bem e o Mal têm de estar definidos para, depois, se perceber porque é que os bons às vezes se portam mal e os maus até podem ter comportamentos bons. O «talvez», o «nim» deixam a criança na expectativa. Se «talvez», quer dizer que se mantêm abertas todas as possibilidades, imediatamente irá considerar e preparar-se, em sua própria defesa, para as mais sinistras. Seja a questão «Posso comer um chocolate antes do jantar?» ou «As pessoas que põem bombas são más?», a resposta tem de ser precisa. Pode-se e deve-se explicar os porquês de tal posição, mas que ela seja clara e direta, sem brutalidade, mas com a firmeza securizante que os filhos precisam receber dos pais, afinal a certeza de que «os adultos lá de casa até sabem umas coisas e não estão com dúvidas». Ler Mais...

Faz mal se eu de vez quando tomar um copo de vinho durante a gravidez?

Sem dúvida que isso é uma escolha pessoal a tomar durante a gravidez. Embora os especialistas não estejam de acordo sobre a quantidade de álcool necessária para danos nos bebés durante a gravidez, o consenso geral é de que a bebida tem que ser forte e tomada com regularidade para causar uma doença perigosa conhecida por síndroma alcoólica fetal. Contudo, deve estar consciente de que o álcool atravessa a placenta com facilidade e rapidez, e que beber durante a gravidez pode prejudicar o seu bebé e a sua própria saúde. O conselho das entidades oficiais é para não beber quando se está grávida ou a tentar conceber. Se decidir beber, assegure-se de que não bebe mais do que um ou dois copos, só uma ou duas vezes por semana. Muitas mulheres deixam de beber álcool durante a gravidez e podem vir a descobrir que já não gostam do sabor. É também importante notar que embora o álcool não contenha gordura, tem muitas calorias, contendo um copo de vinho branco seco mais de 100 calorias. Ler Mais...
Bebe branco permanece branco | Para Pais.