Resultados para: "barriga fica dura e tiponembolada na 21 semana e normal"

Você está a ver bebé , gravidez e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa barriga fica dura e tiponembolada na 21 semana e normal. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Quanto tempo dura a depressão pós-parto?

A depressão pós-parto é a doença pós-natal menos grave. Em geral não dura muito tempo - por vezes só umas horas, começando por volta do terceiro dia depois do parto e não durando mais do que o décimo dia. Durante esse tempo, pode sentir-se chorosa e irritável, mas não é necessário nenhum tratamento médico. Embora muitas mulheres ultrapassem a tristeza pós-parto com rapidez, algumas chegam a desenvolver uma depressão pós-natal mais séria. Se achar que se sente em baixo e com vontade de chorar depois da primeira semana, deverá falar com a sua parteira, o seu médico de família ou o seu médico especialista, o mais depressa possível. Ler Mais...

A Barriga e as ancas

A inspeção do abdómen pode mostrar aspetos diferentes do normal, na forma ou lees visíveis (por exemplo, se o umbigo ou a cicatriz umbilical, se o cordão já caiu está infetado, se existem hérnias umbilicais ou outras, um pouco acima, centrais, chamadas «hérnias de linha branca»). A palpação abdominal pode revelar, logo à partida, uma barriga dura, provavelmente cheia de ar, a que o toque e a percussão completam, mostrando um som de tambor, tão comum. Avalia-se também eventuais aumentos de tamanho dos órgãos intra-abdominais fígado, rins, baço, ou a existência de massas. Podem existir hérnias inguinais, bem diferentes das umbilicais pela sua situação (junto aos testículos ou na zona equivalente, na rapariga) e pelos cuidados a ter (as umbilicais não estrangulam, pelo que não necessitam de uma abordagem urgente, ao contrário das inguinais, que têm que ser avaliadas por um cirurgião). Os médicos palpam também as virilhas para avaliarem os pulsos femorais, ou seja, para ver se o sangue circula bem para as extremidades inferiores. A anca deve ser sempre objeto de avaliação, para detetar uma situação comum a instabilidade ou displasia da anca, que, em alguns casos, pode ser mesmo uma luxação congénita. Daí os médicos fazerem uma manobra, a que se dá o nome de Ortolani-Barlow, e que permite ver se a relação entre os ossos da bacia e o fémur é normal. A displasia da anca tem que ser diagnosticada e eventualmente tratada precocemente. Ler Mais...

O meu companheiro quer umas férias. Ainda não estou pronta para deixar o meu bebé. Que posso fazer?

Muitas mães não se sentem prontas para deixar os bebés mais do que algumas horas nos primeiros meses, portanto não se preocupe, isso é normal. Contudo, precisa de explicar isso ao seu companheiro e de chegar a um acordo. Talvez possam levar o bebé convosco para um fim-de-semana fora? Os bebés pequenos são fáceis de transportar, em especial se estiverem a ser amamentados. Ou talvez uma amiga ou um familiar possa olhar pelo beenquanto você e o seu companheiro saem para jantar. Se for de fim-de-semana só para agradar o seu companheiro, poderá não se sentir feliz ou relaxada, o que sem dúvida irá prejudicar o objetivo da saída e também afetar o prazer do seu companheiro. Ler Mais...

Quando devo pôr o meu bebé de barriga para baixo?

Mesmo um recém-nascido pode passar algum tempo de barriga para baixo quando estiver acordado para ajudar a fortalecer o pescoço e os ombros e para ajudar a controlar a cabeça. É importante que o seu bebé não passe o tempo todo deitado de costas, pois com o passar do tempo pode deformar a cabeça e "achatá-la" num dos lados. Quando for mais velho, deitá-lo de barriga ajudá-lo-á a aprender a gatinhar. Supervisione-o durante "o tempo de barriga para baixo" e esteja pronta para ajudar se ele se cansar ou ficar frustrado; irá gradualmente ficando mais forte. Contudo, nunca ponha o seu bebé de barriga para baixo para dormir, pois isso pode aumentar o risco de morte súbita. Ler Mais...

Os meus pés continuam inchados depois do parto 211; é normal?

Os pés e as pernas inchados são um efeito desagradável da gravidez. Depois do parto a pressão nas suas veias diminui e o fluxo de sangue volta ao normal, portanto o excesso de fluido já não é empurrado para os tecidos. O fluido extra que o seu corpo recolheu seexpelido e portanto de início poderá urinar muito. Isso pode demorar algum tempo e o inchaço pode perdurar durante pelo menos uma semana, o que é normal. Pode aliviar o inchaço descansando deitada para o seu lado esquerdo, sentando-se com as pernas erguidas, bebendo muita água, urinando muitas vezes, esticando as pernas e os pés, não ficando de pé muito tempo, fazendo exercício moderado, como caminhar, e comendo de forma saudável. Ler Mais...

A marcha

A incidência de atraso no início da marcha é quatro vezes maior nas crianças com DLA do que nas crianças sem esta doença. No entanto, vendo a coisa ao contrário, 80% das crianças com DLA iniciam a marcha na idade normal, pelo que este dado, embora possa levantar suspeitas, ocorre apenas numa minoria de casos. De qualquer forma, seria sempre muito tarde detectar uma DLA já com a criança a andar. Uma DLA unilateral produzirá impotência funcional do lado afectado, e a criança tende pois a cair para esse lado. Se a alteração for bilateral, a marcha é do tipo de «marcha de pato», com lordose acentuada (barriga forçada para a frente e aumento da curvatura da coluna). Com o passar do tempo, a marcha fica profundamente perturbada, por vezes para sempre, e a criança não consegue manter-se equilibrada sobre a perna afetada, inclinando-se para esse lado. Ler Mais...
Barriga fica dura e tiponembolada na 21 semana e normal | Para Pais.