Resultados para: "barriga dura com 37 semanas"

Você está a ver bebé , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa barriga dura com 37 semanas. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, gemeos escondidos barriga, cesaria inflamada, cesariana inflamada, colo do utero dilatado fotos, bucentinha infantil.

Quando devo pôr o meu bebé de barriga para baixo?

Mesmo um recém-nascido pode passar algum tempo de barriga para baixo quando estiver acordado para ajudar a fortalecer o pescoço e os ombros e para ajudar a controlar a cabeça. É importante que o seu bebé não passe o tempo todo deitado de costas, pois com o passar do tempo pode deformar a cabeça e "achatá-la" num dos lados. Quando for mais velho, deitá-lo de barriga ajudá-lo-á a aprender a gatinhar. Supervisione-o durante "o tempo de barriga para baixo" e esteja pronta para ajudar se ele se cansar ou ficar frustrado; irá gradualmente ficando mais forte. Contudo, nunca ponha o seu bebé de barriga para baixo para dormir, pois isso pode aumentar o risco de morte súbita. Ler Mais...

Quanto tempo dura a depressão pós-parto?

A depressão pós-parto é a doença pós-natal menos grave. Em geral não dura muito tempo - por vezes só umas horas, começando por volta do terceiro dia depois do parto e não durando mais do que o décimo dia. Durante esse tempo, pode sentir-se chorosa e irritável, mas não é necessário nenhum tratamento médico. Embora muitas mulheres ultrapassem a tristeza pós-parto com rapidez, algumas chegam a desenvolver uma depressão pós-natal mais séria. Se achar que se sente em baixo e com vontade de chorar depois da primeira semana, deverá falar com a sua parteira, o seu médico de família ou o seu médico especialista, o mais depressa possível. Ler Mais...

Gosto de acariciar a minha barriga e de falar com o meu bebé, pois mesmo agora sinto que o meu bebé está aqui – isto é idiota?

Não, isso é perfeitamente normal e pode acalmá-lo pois os bebés podem distinguir a voz da mãe no útero e por vezes os seus batimentos cardíacos diminuem em resposta. Contudo, não recomendaria que esfregasse a sua barriga com muita força ou muitas vezes pois, em alguns casos, isso pode causar contracções e pode estimular um trabalho de parto pré-termo se estiver por volta das 37 semanas de gestação. Muitas mulheres acham que os laços mãe-filho já existem antes de o bebé nascer. É bom que tenha esses pensamentos positivos durante a gravidez, pois podem ser uma base excelente para o seu futuro relacionamento com o seu bebé. Ler Mais...

As pessoas estão sempre a dizer-me que estou com pouca barriga, mas a parteira diz que está tudo bem. Pode explicar isto?

Diga-lhes para se meterem nas suas vidas! Se a sua parteira diz para não se preocupar, então eu ficaria tranquila - algumas mulheres escondem muito bem a gravidez! A parteira começa a medir a sua barriga por volta das 26-28 semanas, pois por essa altura a maior parte dos órgãos já está mais ou menos desenvolvida e o seu bebé está a crescer e a armazenar gordura. Muitas unidades utilizam tabelas de crescimento personalizadas que têm em conta as suas características individuais, como a sua raça e altura, que influenciam o tamanho do seu bebé. Tendo estes factores em conta, a sua parteira pode prever com mais exactidão o peso esperado e as medidas do seu bebé. Ler Mais...

Estou com quatro meses de gravidez e ainda tive poucas consultas – vão-se tornar mais frequentes?

Sim, as suas consultas pré-natais vão tornar-se mais frequentes conforme a gravidez vai avançando. Na sua primeira gravidez, pode esperar um total de cerca de 10 consultas mas se já teve antes um bebé, poderão ser só 7. Se aparecer alguma complicação, serão marcadas consultas adicionais de acordo com as suas necessidades. O plano de consultas pré-natais difere ligeiramente de local para local, mas regra geral pode esperar uma consulta nas seguintes fases da gravidez: uma ou duas consultas por volta das 12 semanas de gravidez e depois consultas às 16 semanas, 25 semanas, 28 semanas, 31 semanas, 34 semanas, 36 semanas, 38 semanas, 40 semanas e, se o bebé atrasar, 41 semanas. Se estiver à espera do seu segundo ou subsequente bebé e a gravidez estiver a ser normal, pode não precisar de assistir a tantas consultas. Ler Mais...

A Barriga e as ancas

A inspeção do abdómen pode mostrar aspetos diferentes do normal, na forma ou lesões visíveis (por exemplo, se o umbigo ou a cicatriz umbilical, se o cordão já caiu está infetado, se existem hérnias umbilicais ou outras, um pouco acima, centrais, chamadas «hérnias de linha branca»). A palpação abdominal pode revelar, logo à partida, uma barriga dura, provavelmente cheia de ar, a que o toque e a percussão completam, mostrando um som de tambor, tão comum. Avalia-se também eventuais aumentos de tamanho dos órgãos intra-abdominais fígado, rins, baço, ou a existência de massas. Podem existir hérnias inguinais, bem diferentes das umbilicais pela sua situação (junto aos testículos ou na zona equivalente, na rapariga) e pelos cuidados a ter (as umbilicais não estrangulam, pelo que não necessitam de uma abordagem urgente, ao contrário das inguinais, que têm que ser avaliadas por um cirurgião). Os médicos palpam também as virilhas para avaliarem os pulsos femorais, ou seja, para ver se o sangue circula bem para as extremidades inferiores. A anca deve ser sempre objeto de avaliação, para detetar uma situação comum a instabilidade ou displasia da anca, que, em alguns casos, pode ser mesmo uma luxação congénita. Daí os médicos fazerem uma manobra, a que se dá o nome de Ortolani-Barlow, e que permite ver se a relação entre os ossos da bacia e o fémur é normal. A displasia da anca tem que ser diagnosticada e eventualmente tratada precocemente. Ler Mais...
Barriga dura com 37 semanas | Para Pais.