Resultados para: "azeite doce para resto de parto"

Você está a ver bebé , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa azeite doce para resto de parto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, parto normal video de frente, cesariana inflamada.

Uma estratégia para não aumentar

Há duas maneiras de não aumentar ou até perder peso: comer disciplinadamente e fazer exercício. Em relação ao primeiro, é simples: • Reduzir o consumo de fritos, ou até aboli-los, inclusivamente aqueles que parecem «menos fritos», como os folhados, os donuts e outras coisas semelhantes, para além das batatas fritas, pastéis e coisas semelhantes; • Não misturar gorduras com hidratos de carbono (que erro monumental é pensar que um bolo de arroz ou um queque não engordam...). Mais vale um pão com doce do que um pão com manteiga, porque doce e doce são melhores que doces e gorduras; quanto a gelados, se não se conseguir limitar, então é melhor comer os que têm só açúcar e não têm natas; • Diminuir o consumo de açúcares - doces, caramelos, pastilhas, chocolates, refrigerantes, colas, bolos com creme, etc. - mas se tiver «fome de doces», comer então um «doce a cem por cento» (marmelada, gelado «da fila de baixo» do cartaz, etc.); • Evitar os molhos (inevitavelmente comidos com pão, que por sua vez «pede» mais molho); • Reduzir os hidratos de carbono (muito arroz, massas e batatada); • E, sobretudo, não estar muito tempo sem comer e «enganar a fome» comendo várias vezes ao dia, pequenas refeições equilibradas. O vosso filho quer comer? Tem fome? Então dêem-lhe carne, peixe, legumes, fruta...que beba leite, coma iogurtes, que se entretenha com pastilhas SEM açúcar (depois dos 4 anos de idade), quanto muito que beba colas de baixas calorias, enfim, as opções são muitas. E, caros pais, compete-vos ter em casas adoçantes para adoçar as bebidas e comprar produtos de baixo teor calórico. Ler Mais...

O que é uma massagem do períneo?

Uma massagem do períneo é a prática de massajar o períneo, a pele entre a vagina e o ânus, para a tornar mais flexível em preparação para o parto. A intenção é evitar o rasgar do períneo durante o parto e a necessidade de uma episiotomia ou um parto assistido (fórceps ou extracção por ventosa) pois a pele nesta zona pode tomar-se mais flexível devido à massagem. Experiências clínicas indicam que a massagem do períneo e a massagem vaginal podem reduzir a gravidade de rasgar e que portanto alguns consideram-nas benéficas. Use um gel lubrificante com manteiga de cacau, azeite, óleo de vitamina E ou óleo vegetal puro nos seus polegares e massaje à volta do períneo. Coloque os seus polegares cerca de 3-4 cm dentro da sua vagina e pressione para baixo e para os lados ao mesmo tempo. Gentil e firmemente continue a esticar até sentir uma leve sensação de ardência ou formigueiro. Com os polegares mantenha a pressão durante cerca de dois minutos ou até essa zona se tornar um pouco dormente e não sentir tanto o formigueiro. Enquanto faz pressão com os seus polegares massaje lenta e suavemente a parte de baixo da sua vagina, evitando a abertura urinária, e ao longo do períneo introduzindo o lubrificante no tecido durante 3-4 minutos, Isto ajuda a esticar a pele da mesma forma que a cabeça do bebé a irá esticar durante o parto. Faça esta massagem uma ou duas vezes por dia começando por volta das 34 semanas de gravidez. Depois de cerca de uma semana deverá notar um aumento de flexibilidade. Ler Mais...

O que é um parto assistido?

Um parto assistido é quando se usam fórceps ou ventosas de aspiração, para ajudar a retirar o bebé do canal de parto, se o bebé não estiver a ter um bom progresso durante o trabalho de parto ou se houver complicações durante a segunda fase do trabalho de parto, num parto vaginal. Ainda assim, você continuará a ajudar a expulsar o bebé com as suas contrações, mas o instrumento utilizado ajudará a guiar o bebé através do canal de parto. Ler Mais...

O couro cabeludo do meu bebé está escamoso. Será crosta láctea? O que devo fazer?

A crosta láctea ou dermatite seborreica é um problema vulgar nos bebés pequeninos, que aparece como escamas amarelas no couro cabeludo. Este problema não é perigoso e desaparecerá com o tempo. Contudo, se estiver preocupada com o mau aspeto, massaje o couro cabeludo com azeite, deixe durante a noite e de manhã lave o cabelo do bebé com o champô suave de bebé; a maior parte das escamas deverá desaparecer. Não puxe as escamas pois isso poderia ferir a pele e aumentar a probabilidade de infeção. Ler Mais...

«Meu gordinho, meu tesouro»

Quando a criança está bem, come com apetite, tem um aspeto bonito e todos na família se sentem satisfeitos É um costume muito refundido tomar como barómetro do estado de saúde, um apetite mais ou menos voraz e as consequentes formas -redondas-. «Gordinho e anafado», a fazer as delícias da família As sim, a ideia de que uma criança possa estar a comer de forma exagerada ou de que o seu peso esteja a entrar em valores potencialmente nocivos para a saúde está longo de passar pela cabeça de quem quer que seja. Os avós gostam dos seus netos gordinhos, com refegos e dobrinhas nas pernas e nos braços; exibindo-os como se de tesouros se tratassem e dizendo com orgulho «Meu gordinho, meu tesouro» Acham que a melhor forma de mostrarem que gostam deles é enchê-los de doces, gelados, fritos... e se por mero acaso a criança deixa um resto no prato porque já se sente satisfeita, soa a frase preferida de alguns pais e avós: «Come tudo até ao fim: se papares tudo, dou-te um doce» ou então a preocupação imediatamente expressada aos pais, e depois aos médicos: «Não precisará ele de umas vitaminas?!» Os avós acham-nos sempre magrinhos, mesmo que as roupas lhes marquem as coxas roliças e os refegos saiam em catadupas pela fralda da camisa. «Magrinhos»... é o que estão... e se calhar até precisam de «umas vitaminas»... E mesmo sem nos deixarmos embalar pelas modas que nos apresentam padrões de magreza incompatíveis com os tempos e com os costumes (e com as coisas boas que há para comer) a situação, pode dizer-se, não é agradável, ou seja. a tendência para o excesso de peso e para a obesidade começa a ser evidente. Ler Mais...
Azeite doce para resto de parto | Para Pais.