Resultados para: "anus fica saindo liquido frequente"

Você está a ver bebé , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa anus fica saindo liquido frequente. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Os órgãos genitais e as costas

A observação dos genitais da criança é um passo obrigatório. Nos rapazes, há que ver se os testículos já se encontram nas bolsas, o que pode vir a acontecer apenas até ao final do primeiro ano de vida, sem que isso represente doença. A pilinha está geralmente apertada, nos recém-nascidos, e esta fimose fisiológica deve ser vigiada mas não se deve manipular com força, nem puxar para lá do que se sente como resistência, porque pode criar fissuras e ainda apertar mais. Algumas crianças têm uma má colocação da saída da uretra, diagnosticada no primeiro exame, e que se chama hipospadia ou epispádia, conforme a localização do «buraquinho». Do mesmo modo, é frequente haver acumulação de líquido nas bolsas escrotais, sem qualquer problema para o bebé, no que se designa por hidrocele - apagando a luz exterior e pondo um foco de luz no escroto vê-se bem o líquido, que fica iluminado de cor-de-laranja, como um «balão». zxcxvzxzc Nas raparigas, há que ver se os órgãos genitais são normais - os pequenos lábios podem estar, frequentemente, colados. Em alguns bebés do sexo feminino pode haver uma pequena saída de muco ou de sangue vaginal, que não representa doença, mas sim um efeito das hormonas maternas que estão em circulação. O exame do ânus pode mostrar fístulas (que por vezes sangram). As costas têm que ser sempre bem examinadas, para ver a coluna e eventuais defeitos, a existência possível de fossetas ou fístulas na região sagrada (um pouco acima do ânus), pesquisar alguns reflexos, etc. Devem observar-se igualmente os braços e as pernas para ver a existência de deformidades, incluindo nas mãos e pés (número de dedos, posicionamento e alinhamento, unhas, pregas palmares). A pesquisa dos reflexos plantares é também útil. Ler Mais...

O que é o hidrocelo?

Muitos rapazes nascem com hidrocelo. Trata-se de uma acumulação indolor de líquido dentro das bolsas escrotais. Embora desconfortável à vista dos pais, o hidrocelo não é doloroso nem perigoso. A razão para esta acumulação tem a ver com o facto de os testículos migrarem da cavidade abdominal para o escroto, e com eles migrar um espaço virtual que geralmente se fecha aos dois anos de vida. Havendo esse espaço, pode encherse de fluido, dando origem a um hidrocelo. Este líquido pode não comunicar com o abdómen e o líquido fica no escroto, sendo absorvido lentamente, nos primeiros meses de vida. Outro tipo de hidrocelo é aquele que esconde uma hérnia inguinal e fica situado mais alto do que o anterior, ou seja, na parte mais superior do escroto. É sempre necessário confirmar se existe hérnia porque a solução para a hérnia pode ter que ser cirúrgica. O terceiro tipo é o hidrocelo comunicante, em que o líquido se move para cima e para baixo, pelo que a bolsa escrotal aumenta e diminui. Por vezes pode ter uma consistência quase de pedra, exigindo também a observação por um cirurgião pediatra. A maioria dos hidrocelos não comunicantes não necessita de qualquer tratamento. Os que têm hérnia associada poderão precisar de cirurgia. Geralmente espera-se até aos dois anos de idade para fazer uma avaliação definitiva, isto se não houver qualquer indicação para uma intervenção mais precoce. Ler Mais...

Aquecer demasiado os alimentos…

Quanto ao outro tipo de queimaduras, resultante do sobreaquecimento dos alimentos, tem aumentado paralelamente à crescente utilização dos fornos de micro-ondas. Há casos típicos que vale a pena referir:
  • o biberão: o vidro fica morno e a pessoa que administra o biberão pega-lhe, sente a temperatura exterior e esquece-se de verificar a temperatura do leite - a criança, geralmente esfomeada, abre a boca e mama com vontade: queima a língua e a mucosa oral e laríngea, por vezes de modo grave e extenso;
  • a papa ou o puré de legumes: o aquecimento não é homogéneo e alguns bocados ficam muito quentes, enquanto outros quase frios. Se não houver o cuidado de mexer muito bem a papa para misturar o seu conteúdo, a criança pode queimar-se;
  • alimentos que têm uma parte sólida e uma parte líquida. Exemplo típico: pastéis de nata e croissants com recheio. A massa fica morna, a boca abre-se para dar uma mordidela e o líquido fervente provoca queimaduras graves. Acresce que o líquido açucarado é mais difícil de retirar e o tempo de contacto com as mucosas (ou a pele) é superior, pelo que as queimaduras são mais graves;
  • recipiente tapado - quando se retira a tampa, o líquido fervente salta e queima a cara e as mãos.
Ler Mais...

Varicela

A varicela é uma doença infeciosa causada por um vírus da família dos vírus herpes – o vírus da varicella-zoster (diferente do herpes simplex). As doenças causadas por este vírus são a varicela e a zona (ocular ou dorsal). A varicela é uma doença altamente contagiosa, muito frequente nas idades infantis. Geralmente tem uma evolução benigna, mas pode causar algumas complicações, sendo particularmente grave e mesmo fatal em crianças com imunodeficiências, leucemias ou outras formas de cancro. Trata-se, aliás, da doença exantemática evitável mais frequente, sendo causa de muitos internamentos, além do enorme absentismo que provoca. A zona, doença que pode surgir mais tarde, com dores violentas, borbulhas e quebra do estado geral, é uma reinfeção localizada deste vírus, o qual fica latente durante muitos anos, nas terminações nervosas do organismo, por vezes para sempre. Ler Mais...

O que é a RAM e faz-se por rotina?

RAM quer dizer "Rutura Artificial das Membranas". Isto significa que o médico ou a parteira, utilizando uma "agulha de crochet" plástica, com um cabo comprido, rasgam uma pequena abertura na membrana do saco amniótico que envolve o bebé e contém o líquido amniótico, e o líquido então sai pela vagina. Este processo é também chamado "romper das águas" e pode ser desconfortável. A RAM pode ser utilizada para tentar induzir ou apressar o trabalho de parto. A ideia é retirar a camada inferior da membrana, que fica entre a cabeça do bebé e o colo do útero. Isto faz com que a cabeça pressione diretamente o colo do útero, o qual, por sua vez, liberta as hormonas que estimulam as contrações e o trabalho de parto começa, ou é apressado. A RAM não deve ser feita por rotina. Num trabalho de parto espontâneo, que progride normalmente, não há necessidade disto e as membranas, em geral, romper-se-ão por si. Ler Mais...

Tenho medo de evacuar durante o trabalho de parto. Como me sentirei?

Não é a única - muitas mulheres ficam nervosas com a ideia de poderem evacuar enquanto estão em trabalho de parto. Pode não ser o que quer ouvir, mas de facto um grande número de mulheres evacua, em geral durante a segunda fase do trabalho de parto: a fase de fazer força. Isso é absolutamente natural e acontece quando a cabeça do bebé desce a vagina e empurra o recto, onde se encontram as fezes. As fezes são então forçadas a sair pelo ânus e isso fica completamente fora de controlo. Não é provável que sinta que está a evacuar nesta fase - as sensações esmagadoras do parto serão mais poderosas! As parteiras e os médicos já estão muito habituados a que as mulheres evacuem e simplesmente limparão sem pensar mais no assunto. Serão também colocados à volta panos esterilizados fáceis de retirar. Ler Mais...
Anus fica saindo liquido frequente | Para Pais.