Resultados para: "anus apos parto"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa anus apos parto. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, ver parto normal ver tudo, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Tenho medo de evacuar durante o trabalho de parto. Como me sentirei?

Não é a única - muitas mulheres ficam nervosas com a ideia de poderem evacuar enquanto estão em trabalho de parto. Pode não ser o que quer ouvir, mas de facto um grande número de mulheres evacua, em geral durante a segunda fase do trabalho de parto: a fase de fazer força. Isso é absolutamente natural e acontece quando a cabeça do bebé desce a vagina e empurra o recto, onde se encontram as fezes. As fezes são então forçadas a sair pelo ânus e isso fica completamente fora de controlo. Não é provável que sinta que está a evacuar nesta fase - as sensações esmagadoras do parto serão mais poderosas! As parteiras e os médicos já estão muito habituados a que as mulheres evacuem e simplesmente limparão sem pensar mais no assunto. Serão também colocados à volta panos esterilizados fáceis de retirar. Ler Mais...

Quanto tempo posso ficar em casa depois de ter o meu bebé?

Todas as mulheres grávidas podem gozar de 120 a 150 dias de licença de parto, indiferentemente do tempo de serviço contínuo. A notificação à entidade patronal deve ser feita antes da data prevista para o parto. O subsídio de maternidade é pago durante os 120 dias de licença a 100% da remuneração ou 80% se optar por gozar mais 30 dias de licença. Tem de notificar por escrito o seu empregador até 7 dias após o parto. Ler Mais...

Cortes de episiotomia

Uma episiotomia é uma incisão, ou corte, feito com uma tesoura na zona chamada períneo, que é o espaço de tecido entre a vagina e o ânus. Esta zona alonga e fica mais fina durante o parto para permitir que a cabeça do bebé passe com facilidade. Uma episiotomia é feita só numa situação de emergência. Um exemplo disso é a necessidade de o bebé nascer rapidamente, ou por vezes durante um parto assistido, por exemplo com fórceps (ver ao lado), para evitar um rasgar descontrolado. Antes de o processo se iniciar, será injetada uma anestesia local no músculo, para reduzir o desconforto da dor durante a operação. O corte precisa depois de levar pontos e isso, em geral, é feito pelo obstetra que acompanhou o parto. Embora as episiotomias costumassem ser feitas por rotina há 10 ou 15 anos, agora só são feitas quando é realmente necessário. Deverá ser informada da razão por que ela é recomendada e terá de dar o seu consentimento verbal antes de se efetuar o processo. Ler Mais...

O que é uma episiotomia e porque deve ser feita?

Uma episiotomia é um corte ao longo do músculo entre a vagina e o ânus, conhecido por períneo, para alargar a zona por onde o bebé será expulso (ver acima). Isso só é feito quando absolutamente necessário e não será efetuado sem o seu consentimento. Há várias razões para uma episiotomia ser recomendada: se o bebé estiver em sofrimento, para apressar o sair da cabeça, em casos de partos com fórceps ou ventosas, se a cabeça do bebé for demasiado grande para passar na vagina, se o períneo não alongou o suficiente até ao fim da segunda fase do trabalho de parto para permitir uma passagem suave da cabeça do bebé através da vagina, se houver complicações, num parto vaginal, de um bebé em posição pélvica, ou se a mãe estiver com dificuldade em controlar as contrações enquanto a cabeça do bebé está a surgir, o que significa que irá rasgar bastante durante o parto. Em geral, é primeiro injetada no músculo uma anestesia local e o processo é efetuado durante a fase mais forte de uma contração, pois isso distrai-a do que está a ser feito e ajuda a um parto mais rápido. Ler Mais...

Os meus cuidados alteram-se se eu fizer o parto em casa?

Assim como dar à luz no hospital, numa sala de partos, também pode ter a opção de fazer o parto em casa. Quando uma gravidez é normal, as pesquisas não encontraram qualquer diferença de segurança entre ter o bebé em casa ou no hospital. Se quiser ter o bebé em casa, os seus cuidados pré-natais serão providenciados por uma parteira contratada por si. Logo que entre em trabalho de parto, a sua parteira ficará consigo até o bebé nascer e você deverá visitá-la com regularidade após o parto para verificar se está tudo bem. Convém falar com o seu médico antes para ser aconselhada. Ler Mais...

Tive um parto longo e receio que a minha vagina tenha alargado. Voltarei ao normal?

Tente não se preocupar, embora de início possa notar alterações no seu corpo em resultado da gravidez e parto: lembre-se de que o corpo de uma mulher está preparado para dar à luz e para depois voltar ao normal. Para ajudar os músculos à volta da vagina a apertarem depois do parto, faça os exercícios para o pavimento pélvico que fez na gravidez. Para isso tem de identificar os músculos que precisa de exercitar apertando os músculos à volta da vagina e do ânus contraindo como se estivesse a travar a urina e gases ao mesmo tempo. Deverá praticar cinco ou seis vezes de cada vez, várias vezes ao dia. Se de início não conseguir manter os músculos apertados durante 5 segundos faça o que conseguir e continue a praticar. Também pode tentar contrações mais rápidas apertando e elevando os músculos do pavimento pélvico rapidamente e mantendo-as durante um segundo; depois relaxe um momento e repita. Ler Mais...
Anus apos parto | Para Pais.