Resultados para: "amoxicilina ajuda na cesaria"

Você está a ver grávida , criança e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa amoxicilina ajuda na cesaria. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, parto normal visto de frente, ver parto normal ver tudo, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Como actuam os antibióticos?

Os antibióticos diferem de todos os outros medicamentos porque, ao contrário destes, não são utilizados para alterar um processo fisiológico do hospedeiro, mas sim para reduzir ou eliminar os micróbios. Podem actuar de várias maneiras, atacando a bactéria em vários «pontos fracos» da sua estrutura. No entanto, as bactérias podem tornar-se resistentes e «emendarem» esses pontos fracos de modo a tornarem-se invulneráveis aos antibióticos. Como que a confirmar o ditado de que «nem tudo o que ó antigo é desactualizado», as penicilinas continuam a ser o grupo mais seguro de antibióticos. A ampicilina e a amoxicilina, conhecidas da maioria dos pais, incluem-se neste grupo. Outros grupos de antibióticos são as cefalosporinas, os aminoglicosidos, as tetraciclinas, os macrólidos (onde se encontra a eritromicina), as sulfamidas, e tantos e tantos outros. Uma grande quantidade, «para todos os gostos». Ler Mais...

Escarlatina – Qual é o tratamento?

A escarlatina não é muito frequente nos bebés com menos de um ano, o que não quer dizer que não possa aparecer. Perante os sintomas, sinais e evolução, o diagnóstico não é difícil de se fazer. E o tratamento é com antibiótico. Há que ter algum cuidado porque os estreptococos tem mudado o seu perfil de resistência aos antibióticos, e há alguns que já têm 40% de insucessos, designadamente do grupo dos chamados macrólidos, alguns deles muito práticos porque se tomam apenas uma vez por dia durante três dias, ou outros que são de 12 em 12 horas. A penicilina ou um dos seus homólogos orais, como a amoxicilina, têm cem por cento de eficácia. Quarenta e oito horas após o início do tratamento o bebé deixa de ser infeccioso para outros. Para além do antibiótico, há que garantir todas as medidas de conforto do bebé, e o tratamento sintomático (baixar a febre, alimentar, com especial atenção ao estado do bebé). Ler Mais...

Técnicas de respiração

Utilizar técnicas de relaxamento e respiração pode ajudá-la a relaxar e a lidar com as contrações durante o trabalho de parto. Tente praticar técnicas com o seu companheiro antes do trabalho de parto. Aprender a controlar a respiração traz muitos benefícios, incluindo ajudá-la a aumentar a sua reserva de energias e a libertar a tensão e a ansiedade para que possa respirar ao ritmo das contrações. Nas primeiras fases do trabalho de parto, pode querer praticar uma respiração mais longa e profunda entre as contrações para ajudá-la a acalmar e a concentrar-se. Também pode tentar inspirar lentamente no início de uma contração e depois expirar lentamente e continuar desta forma até a contração ter passado. Mais tarde, no trabalho de parto, quando as contrações se tornam mais fortes, pode descobrir que uma respiração curta e leve a ajuda a ultrapassar a contração. Ler Mais...

O que é o colostro?

O colostro, normalmente chamado o primeiro leite, é uma substância aguada branco-amarelada produzida pelos seios para os primeiros dias. A maioria das mulheres não dá conta dele até depois do parto, embora comece a ser produzido logo às 20 semanas de gravidez e pode pingar durante a gravidez. Embora o colostro não seja abundante, tem uma grande concentração de nutrientes. É elevado em proteínas e vitamina K e também contém anticorpos e glóbulos brancos para proteger o seu bebé contra as infeções. O colostro ajuda o seu bebé a expelir as secreções e forra o estômago com uma camada protetora que ajuda na luta contra substâncias estranhas, como bactérias no organismo. Também se julga que o colostro ajuda a evitar alergias. Ler Mais...

O que acontece quando o meu bebé nasce?

Logo que o seu bebé tiver nascido, se tudo estiver bem, será encorajada a pegar nele e a conhecê-lo. A placenta e as membranas serão expulsas e a parteira examinará a sua vagina e o períneo para verificar se precisa de pontos, os quais serão dados com uma anestesia local. Quando estiver pronta, o seu bebé será examinado, etiquetado com o seu nome e a data de nascimento dele, pesado e vestido. Se ainda não tiver sido alimentado, a parteira ajuda-la-á a amamentar pela primeira vez. Antes de ir para uma enfermaria pós-natal, ajudá-la-ão a lavar-se e a ir à casa de banho. Se você e o seu bebé estiverem bem, poderão ir para casa dentro de algumas horas, por vezes diretamente do bloco de parto, desde que ambos tenham toda a ajuda de que precisam em casa, e o médico dê autorização. Se tiver feito uma cesariana, será enviada para uma sala de "recobro" durante cerca de duas horas para observarem a sua respiração, pulsação e tensão arterial. Verificarão a sua incisão e o seu sangramento vaginal, assim como o seu nível de líquidos, e a parteira ajudá-la-á a amamentar o seu bebé. Será então transferida para uma enfermaria pós-natal. Ler Mais...

O que é a massagem de bebé?

Na massagem de bebé acaricia-se a pele do bebé a um ritmo suave e calmante (ver ao lado). Os bebés adoram ser tocados e é uma parte importante do seu crescimento e desenvolvimento. A massagem de bebé é uma forma ótima de criar laços com o seu bebé e julga-se também que ajuda a acalmar as indisposições, como cólicas e pele seca. Algumas pesquisas descobriram que a massagem ajuda a diminuir os níveis de stress dos bebés, o que por sua vez os ajuda a dormir melhor. A massagem é também uma boa fonte de estímulo muscular e sensorial, o que é benéfico para todos os bebés, mas pode sê-lo em particular para os bebés com necessidades especiais, como a síndroma de Down e também tem havido provas de que os bebés prematuros nas unidades de cuidados especiais que são mais tocados ganham peso mais rapidamente e ficam em condições de voltar para casa mais cedo do que os bebés que não são tão tocados. Massajar o bebé também lhe pode dar mais confiança como mãe pois ajuda a comunicar com o seu bebé. Peça à sua parteira ou ao seu médico informações sobre aulas de massagem de bebé na sua área. Também há imensos sites que orientam como se deve massajar o bebé, além de vários livros sobre o tema. O pediatra ou a parteira também lhe podem indicar locais de confiança onde lhe podem ensinar as técnicas de massagem para bebés. Ler Mais...
Amoxicilina ajuda na cesaria | Para Pais.