Resultados para: "a gestante sente oke quando ta dilatando"

Você está a ver bebé , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa a gestante sente oke quando ta dilatando. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Ato sete – o irmão do meio

«Síndroma da sanduíche», «síndroma da mortadela», vários são os termos que bem descrevem o que pode acontecer ao irmão do meio. Quando nasce um terceiro filho, o mais velho tem tendência a crescer. Se quando nasceu o segundo isso pode não ter sido fácil geralmente com o nascimento do terceiro o mais velho percebe que tem um espaço enorme de crescimento - mais, sente que isso será muito bem visto pelos pais -, e que andar para trás seria uma opção difícil e inglória, tendo de «lutar» contra dois. O do meio, contudo, sente-se ensanduichado, embora a reação possa ter muito a ver com a idade, com o sexo das várias criaas, do papel que ocupa no ecossistema familiar, etc. Se o que foi escrito antes vale também para este, o espaço de crescimento é pequeno, dado que há sempre o mais velho a fazer uma barreira intransponível. Se se olha para trás ver-se-á o bebé a avaar. Se se olha para a frente vê-se o outro. Que fazer? É nestas alturas que a criaa se sente mal e se volta para os pais, seus protetores fazendo-o por vezes de uma forma atabalhoada ou impercetível. Se os pais não estiverem alerta pensarão que «está numa fase de muitas birras» ou que «está a tentar dar nas vistas». Ler Mais...

Estou com 10 semanas de gravidez e tenho dores semelhantes às menstruais. Devo descansar para evitar um aborto?

Dores semelhantes às menstruais, sem sangramento vaginal ou corrimento sanguíneo, podem ocorrer nesta fase da gravidez. Por vezes as dores podem ser sentidas conforme os ligamentos se distendem quando o bebé e o seu útero crescem. Há, também, outras causas possíveis para a dor, além do abono, tais como a prisão de ventre e uma infecção do aparelho urinário. Muitos médicos aconselham o descanso para evitar “ameaça” de aborto, mas não há qualquer evidência de que isso faça qualquer diferença para o progresso da gravidez. Se quiser descansar porque se sente desconfortável com as dores, então descanse, mas se se sente bem a continuar com uma vida normal então é porque essa é a melhor opção para si. Mergulhar num banho morno e praticar técnicas de relaxamento podem aliviar a imensidade da dor. Se a dor aumentar ou se sangrar ou tiver corrimento sanguíneo, contacte o seu médico. Ler Mais...

Comecei a universidade e agora estou grávida – os meus vão ficar furiosas. O que posso fazer?

A maior parte das mulheres Jovens sente uma grande mistura de emoções quando descobrem que estão grávidas, e muitas ficam aterrorizadas ao pensar que têm de cortar aos pais preocupadas que de qualquer forma eles as abandonem. Quando se achar capaz, sente-se e explique-lhes a situação. Pode ajudar ter mais alguém consigo quando der a notícia. Embora a reacção inicial dos seus pais possa ser de desilusão e choque, também se irão sentir culpados, pensando que falharam em alguma coisa em relação a si. Por fim tente lembrar-se de que os seus pais a amam e que sem dúvida a irão apoiar, embora possa precisar de lhes dar algum tempo para se adaptarem à gravidez. Se realmente pensa que não consegue falar com os seus pais e discutir as suas opções tente arranjar um amigo adulto para conversar, em quem confie e que a apoie. Em alternativa fale com uma parteira ou com um médico, ou um orientador da universidade em quem confie. Qualquer destas pessoas já terá tido experiências de situações como a sua e poderá oferecer conselhos imparciais. Poderá continuar com os seus estudos e muitas instituições educacionais oferecem facilidades para cuidar de criaas, como infantário ou creche - a gravidez não significa um fim nos seus planos de estudo. Ser capaz de sossegar os seus pais neste ponto ajudá-los-á a aceitar a sua gravidez. Ler Mais...

Manter a calma voltar a pôr-se de pé

Movimentar-se nos dois primeiros dias depois de uma cesariana é bastante desconfortável, mas quanto mais depressa se movimentar, mais rápida será a recuperação. Contudo, é necessário ter cautela e movimentar-se com cuidado. Quando sair da cama, vire-se de lado e use o cotovelo para se elevar; depois, desça as pernas para o chão lentamente. Quando estiver de pé, ou se tossir ou espirrar, coloque as mãos no local da cicatriz para evitar desconforto. De início, caminhe só um pouco e evite degraus. Se se sentir com vertigens, sente-se e descanse. Volte a tentar mais tarde. Ler Mais...

Receio que o meu marido não volte a achar-me atraente. Estou a ser paranóica?

A imagem pode ser um grande problema para uma mulher grávida e muitas preocupam-se por não serem atraentes para os seus companheiros nas últimas fases da gravidez. Esta preocupação é em geral infundada e tem mais a ver com os seus próprios sentimentos sobre o aumento de tamanho. Guardar as ansiedades para si pode fazê-las parecer maiores do que realmente são, portanto fale com o seu marido sobre os seus problemas e explique-lhe como se sente. De pode estar longe de saber o que você sente. Como não é o seu marido que carrega o bebé, ele pode não entender totalmente as exigências físicas da gravidez. Informá-lo acerca das alterações pelas quais o seu corpo está a passar pode ajudá-lo a entender o processo da gravidez e a estar mais bem preparado para lhe dar apoio quando você mais precisar. Na verdade, alguns homens aacham as suas companheiras mais atraentes durante a gravidez, mas você não saberá isso a menos que falem um com o outro sobre a mudaa da sua silhueta. Se estiver preocupada em aumentar muito de peso na gravidez, faça por ter uma alimentação saudável e equilibrada e faça algum exercício leve diariamente. Mesmo que seja uma pequena caminhada ou natação, ajudá-laa manter-se tonificada e flexível, o que ajudará à sua confiaa assim como a preparar-se para o parto. Ler Mais...

Identificar o cansaço da alma, do espírito e da mente…

Algumas vezes, a causa do cansaço reside em situações do foro psíquico, a sensação de estar sem entusiasmo ou motivação, muitas vezes associada à desilusão e à frustração. Esta «falta de forças» mental condiciona astenia e cansaço físico:
  • uma vertente tem a ver com os estados de alma - quando se está triste ou melancólico, também se tem menos apetência para grandes atividades físicas, caso em que «tudo o que se faça cansará». É normal (e desejável) estar-se triste mas, obviamente, quando a tristeza dura muito tempo ou entra em níveis de depressão, então já exige uma atitude - o cansaço pode ser um dos primeiros sintomas, equiparando-se a outros sintomas designados por «equivalentes depressivos», como dores de cabeça, baixa de apetite, dores de estômago, perda de interesse pelas atividades do dia-a-dia, andar «embezerrado», problemas de sono (acordar muitas vezes durante a noite ou acordar muito cedo) e dificuldades de concentração, entre outras:
  • a tentativa efe chamai as atenções, seja porque a criaa se sente à margem da vida da família, seja porque se sente desprezada ou está em sofrimento e quer que alguém lhe ligue, pode ser uma razão para os nossos filhos referirem cansaço. «Sinto-me cansada.» É uma queixa que desperta o interesse dos pais, mais do que se tossir ou espirrar. Algumas vezes, mesmo sem sentir nada de especial, levam a sua «representação» aao fim, sujeitando-se inclusivamente a análises e exames;
  • quando existe uma pessoa doente no aglomerado familiar ou no círculo de amigos, as criaas podem, também elas, ter sintomas, de origem psicossomática, mas nem por isso menos reais. O cansaço é um deles.
Ler Mais...
A gestante sente oke quando ta dilatando | Para Pais.