Resultados para: "29 semanas de gestacao gemelar"

Você está a ver criança , bebé e / ou outros itens relacionados com a sua pesquisa 29 semanas de gestacao gemelar. Encontre as melhores dicas para ajudar no desenvolvimento da sua gravidez. mulheres parindo dentro do hospital, cesaria inflamada por dentro, ver parto normal ver tudo, parto normal visto de frente, grávidas parindo parto normal, cesariana inflamada, gemeos escondidos barriga.

Nascer prematuro

A maioria das crianças nasce com um tempo da gestação entre 37 e 40 semanas. São as crianças «de termo». Se nascem artes desse prazo, o que aconteceu em 2006 a cerca de seis mil crianças (quo representaram 6.7% do total de partos), considera se um parto prematuro. A expressão «prematuro» (antes de amadurecer) já não é totalmente adequada. Por um lado, muitas crianças nascem com menos semanas de gestação dos que as 37 e já estão plenamente prontas para nascer, há agora soluções terapêuticas para acelerar a maturação (sobretudo a nível pulmonar) nos casos em que sn prevê quo a gestação posso vir a ser encurtada, por razões clinicas das da mãe ou do bebé. A prematuridade depende de varias causas designadamente gemelaridade, doenças maternas ou lotas, problemas da placenta ou do útero, roturas precoces da «bolsa de água», síndromas genéticas, malformações, mas a maior dos casos continua a ser de causa desconhecida ou Incompletamente esclarecida. O risco maior para um bebé prematuro, sobretudo antes das 30-32 semanas de gestação (cerca de mil bebés por ano), prende-se com problemas respiratórios e asfixia associados à imaturidade pulmonar, necessidade de ventilação e problemas cerebrais associados, risco infecioso aumentado (enterocolites, pneumonias, Septicemias, entre outras), imaturidade do fígado, rim e dos restantes órgãos, e dificuldades em se alimentar. Os problemas futuros dependem muito do que se passou. A maioria dos bebés fica bem, sobretudo se a gestação durou mais de 29 semanas. Abaixo desse prazo aumenta substancialmente o risco de sequelas. Ler Mais...

Estou com 25 semanas de gravidez e o meu bebé parece que “salta” quando ouve ruídos altos – isso é normal?

Os bebés prematuros reagem aos sons e os sons altos produzem-lhes um “reflexo de susto”, portanto isto é uma prova evidente de que os bebés dentro do útero, durante a gestação, também ouvem e reagem aos sons altos, possivelmente com movimentos repentinos. Como mencionado acima, estudos demonstraram que os bebés podem reagir a sons dentro do útero desde as nove semanas de gestação. Conforme o feto vai crescendo, a audição desenvolve-se com os bebés a responder a uma maior variedade de sons. Ler Mais...

Em que fase pode o meu bebé sobreviver fora do útero?

Até há pouco tempo, os bebés nascidos com menos de 28 semanas de gestação em geral não sobreviviam. Hoje em dia, com os avanços médicos em especial nas unidades de cuidados intensivos neonatais, bebés de 22 semanas de gestação têm sobrevivido fora do útero, embora isso ainda seja muito raro. Segundo as directrizes de muitos hospitais, 24 semanas é o limite de idade gestacional em que conseguem ressuscitar um bebé, a não ser que o bebé mostre sinais de vida no parto. Os bebés muito prematuros têm um risco aumentado de incapacidades, mesmo com os melhores cuidados médicos, e por vezes o próprio parto pode causar um enorme esforço ao bebé. Médicos, parteiras e enfermeiras com muita experiência serão envolvidos nos cuidados de partos prematuros. Se possível, o parto terá lugar num hospital com uma unidade dedicada aos cuidados intensivos neonatais (UCIN). Se isso não for possível, por vezes os bebés são transferidos para centros especializados quando estão suficientemente estáveis para serem transportados. Cada dia e cada semana são um marco para o seu bebé, e quanto mais perto nascer da data prevista para o parto, melhores são as probabilidades. Ler Mais...

Licença de maternidade

Todas as trabalhadoras grávidas têm direito a tirar 120 dias de licença de maternidade, seja qual for o tempo que trabalharam para o empregador ou o seu salário. Pode começar a licença de maternidade até 30 dias antes do prazo previsto para o bebé nascer. Pode trabalhar até à data do parto, mas se tirar algum tempo por doença nas quatro semanas antes do parto, o seu empregador pode começar a contar a licença a partir dessa data. A trabalhadora pode optar por uma licença de 150 dias devendo este acréscimo de 30 dias ser gozado necessariamente a seguir ao parto. Deve informar a entidade patronal da opção pela licença superior até 7 dias após o parto terá de informar o seu empregador por escrito, sobre as intenções da sua licença. Informe-o da data prevista para o nascimento do seu bebé e da data em que pretende iniciar a sua licença de parto. Se você seguir certos critérios terá direito ao pagamento legal de 120 dias da sua licença de maternidade, e depois desse tempo a sua licença não será paga. Nos casos de nascimentos múltiplos o período de licença é acrescido de 30 dias por cada gemelar além do primeiro. Ler Mais...

Que sons pode o meu bebé ouvir dentro do útero?

As orelhas do bebé são visíveis por volta das oito semanas e a primeira reacção a sons fortes foi registada às nove semanas. Isto foi medido em estudos feitos tocando uma variedade de sons perto do abdómen da mãe e registando qualquer resposta, como movimentos, através de ecografias. Julga-se que os bebés começam por ouvir sons graves e os sons mais agudos são ouvidos mais tarde, conforme o aparelho auditivo se vai desenvolvendo. Estudos também sugerem que um feto pode reconhecer a voz da mãe e as vozes de amigos chegados e familiares especificamente durante a gravidez. Um estudo revelou que o feto ouve a voz da mãe e que ao ouvi-la os batimentos do seu coração diminuem, indicando que a voz dela tem um poder calmante. Pelas 16 a 20 semanas, a audição está bastante desenvolvida. Os bebés prematuros nascidos nesta altura reagem aos sons, portanto são uma prova viva de que os bebés dentro do útero, nesta fase da gestação, podem ouvir. Pesquisas também sugerem que os bebés respondem quando lhes lêem histórias ou põem música a tocar, durante a gravidez e após o nascimento. Ler Mais...

O Futuro

A maioria dos bebés sobrevive sem problemas. Aliás, estamos a falar de vários tipos de bebés, pois não se pode comparar um bebé de 23 semanas com um de 36 semanas de gestação. A causa de base, claro, é fundamental para a evolução. Uma coisa é uma prematuridade porque houve uma rotura precoce da bolsa de águas, outra porque o feto tem uma malformação neurológica grave. Os bebés prematuros são geralmente encaminhados para consultas hospitalares de neonatologia e deverão frequentá-las, mesmo tendo médico assistente «cá fora». Primeiro, porque os neonatalogistas seguem alguns aspetos mais particulares do desenvolvimento, por outro, porque é importante que os próprios profissionais se vão inteirando dos resultados da sua intervenção. A ida para casa dá-se geralmente quando o bebé tem dois quilos, se não existirem outros fatores impeditivos e se se puder já alimentar bem e controlar a sua temperatura. E os pais não deverão desenvolver uma proteção excessiva em relação à criança, tenha ela ou não quaisquer problemas. Ler Mais...
29 semanas de gestacao gemelar | Para Pais.