Quando o mentir revela problemas emocionais



Algumas vezes, as crianças contam histórias incríveis, recheadas de pormenores exóticos, mas à primeira vista credíveis, um pouco para chamar a atenção dos adultos.

Se este comportamento se torna constante, e a verdade e a realidade passam para «enésimo» plano, o facto pode traduzir alguma carência afetiva.

Noutras vezes, a mentira torna-se rotina, como se tratasse de um jogo (agradável e divertido para a criança) e, embora não existam intenções malévolas, pode degenerar num mau hábito, até porque pode parecer «a solução mais fácil» para não ter de dar contas a ninguém. Esta situação, quando se prolonga, causa bastante sofrimento na família e convém ser veiculada ao médico-assistente, para eventual orientação para apoio psicológico.

Comentários

Quando o mentir revela problemas emocionais | Para Pais.