Poderá um bebé ir à praia no primeiro ano de vida?



E a esta pergunta respondam com outra: porque não?

A partir dos quatro meses, dependendo muito do bebé, dos pais, da praia e das condições globais de clima e habitação, um bebé pode começar a «fazer praia», claro está que com certas regras, para que as coisas corram bem e não venham a sofrer com isso, e sempre sabendo que quanto mais novo o bebé, mais poderá sofrer com os hipotéticos riscos da praia:

• devem evitar-se as horas de maior radiação, ou seja, entre as 13h30 e as 17h30. É a essa hora que o sol incide com maior verticalidade e que os raios ultravioletas atingem o solo com maiorintensidade. É também quando geralmente faz mais calor (convém diferenciar as duas coisas – radiação e calor);

• no entanto, há praias onde antes da uma está um nevoeiro «de cortar à faca» e onde depois das seis a nortada não deixa ninguém sossegado. Nesse caso há que ponderar muito bem a situação;

• aliás, é isso mesmo que se deve fazer: avaliar cada dia e cada praia por si, tendo como regra geral aquele horário mas adaptando-o às circunstâncias que, mesmo para a mesma praia, podem mudar todos os dias, conforme o vento sopra de norte, de levante, de leste ou nem sequer sopra, se está nublado ou não;

• muitas vezes não é tanto o calor que incomoda mas a luz, que pode ser muito intensa e desagradável atualmente recomenda-se o uso de óculos escuros para todos os bebés e um chapéu de abas largas;

• já que o que está em causa são (principalmente) vocês, bebés, convém que os vossos pais atentem ao modo como estão a reagir à praia: se estão a ficar muito afogueados, encarnados, irritados, impacientes, ou seja, a «pedir» para ir para casa, ou se, pelo contrário, adormecem calmamente à sombra ou estão simplesmente a olhar para as vistas, «a ver quem passa». Dêem essa indicação aos vossos pais para ver se eles percebem. Em alternativa, nos casos em que vos apetece ir embora e eles não arredam pé, um bom choro é sempre eficaz, quanto mais não seja pela vergonha que passam em relação aos outros banhistas…;

• em resumo, não deve ser o relógio a mandar na família mas o «estado geral das coisas» e a vossa pequenina, mas douta opinião – dêem-na sem timidez.

Comentários

Poderá um bebé ir à praia no primeiro ano de vida? | Para Pais.