Picadas de peixe-aranha ou de ouriço-do-mar



O peixe-aranha vive no fundo da areia, e tem uma barbatana dorsal que se levanta quando é pisado, injetando um veneno no pé que o pisou. A princípio, a picadela pode ser confundida com uma pedra mais aguçada.

Depois, quando começa a doer, é fácil de ver três pontos em V, um deles sangrando. Há que espremer o mais possível a planta do pé e aplicar um analgésico em spray – o cloreto de etilo, que o nadador-salvador terá.

Na sua ausência, pode fazer xixi para um recipiente e colocar o pé porque o amoníaco também diminui a ação do veneno.

A seguir à dor pode vir uma sensação de adormecimento do pé. A situação é desagradável, mas mesmo que passe rapidamente, o medo de voltar a pôr os pés na areia é muito grande. Nas crianças destas idades, o Verão termina, pelo menos no que diga respeito ao mar, a não ser que os pais vão logo comprar uns sapatos de borracha para securizar a criança.

O ouriço-do-mar vive nas covas das rochas e é fácil pisá-lo. Injeta também veneno, quando é pisado, ficando dezenas de picos agarrados à pele, e alguns inseridos porque se partem. São muito dolorosas, quer a picada, quer a remoção – o cloreto de etilo ajuda porque anestesia a pele.

Comentários

Picadas de peixe-aranha ou de ouriço-do-mar | Para Pais.