Papeira



A papeira, ou parotidite epidérmica, tornou-se relativamente rara desde que as crianças são vacinadas com a vacina VASPR. O que acontece na papeira é uma inflamação das glândulas parótidas, que ficam de cada lado da mandíbula, e são responsáveis pela produção de saliva.

O agente é um vírus, e os sintomas começam com mal-estar, febre baixa e, cerca de dois dias depois, dor ao mastigar ou engolir (especialmente sumos), dor perto do ouvida dor de cabeça, arrepios, dificuldade a engolir e inchaço (uni ou bilateral) junto ao chamado ângulo da mandíbula, com desaparecimento da saliência óssea.

Por vezes, a papeira só dá sintomas escassos. As complicações da papeira são raras. A mais temida é a meningite, que surge com alguma frequência e que pode variar muito em sintomatologia, desde simples dores de cabeça e mal-estar a uma verdadeira meningite com todos os sintomas. Esta meningite viral é benigna e não deixa sequelas. Algumas crianças têm de ser internadas sobretudo quando o estado geral está diminuído ou têm dificuldade em se alimentar, ou evidentemente na fase em que ainda não há a certeza de ser esta meningite ou outra.

Outra complicação da papeira é a pancreatite: o pâncreas é um dos órgãos «tocados» pelo vírus da papeira e por isso é que surgem sintomas de náuseas, repulsa pelos alimentos, falta de apetite, intolerância às gorduras, etc. Por vezes o pâncreas é afetado de maneira mais intensa, e a criança queixa-se de dores de barriga, vomita e não quer comer. Nestes casos é aconselhável consultar o médico de imediato.

Outras glândulas pelas quais o vírus da papeira tem uma predileção especial são os ovários e os testículos, especialmente estes. Na criança, dado que estas glândulas não estão ainda muito desenvolvidas, geralmente a sua inflamação (ooforite e orquite, respetivamente) não dá sintomas muito especiais. Nos adultos, contudo, podem dar dores e daí o terror que a maior parte dos homens tem à ideia de poder ter papeira. Julga-se, no entanto, que a orquite da papeira não dá esterilidade, pelo menos na larga maioria dos casos.

No que respeita às parótidas, podem existir outros vírus que causam inchaço muito semelhante ao vírus da papeira, mas são menos frequentes. Outras doenças podem dar sintomas semelhantes, com entupimento da saída da saliva, por exemplo, e inchaço da glândula. A papeira é porém geralmente bem identificável porque existem mais casos na escola ou no círculo de amigos. A história de contacto é essencial. A papeira dá imunidade para a vida, mas apenas para o tipo de vírus implicado.

Comentários

Papeira | Para Pais.