Os Reflexos



Assim que nasce, o bebé está equipado com um certo número de reflexos, habitualmente pesquisados nos exames de saúde. A importância que se dá a esses reflexos já não é tão grande como anteriormente, embora ainda desempenhem um papel de relevo na avaliação da saúde de uma criança.
Um dos reflexos mais evidentes, iniciado muito precocemente na vida intrauterina, é o reflexo da sucção, indispensável para a sobrevivência da criança. Por outro lado, ao acariciar-se a face de um bebé, ele volta a cabeça para a mão que o tocou, procurando sugar – é o chamado reflexo dos pontos cardeais. É por isso que, às vezes, quando as mães acariciam a face dos bebés durante a mamada, eles parecem «afastar-se» do peito; não se trata de nenhuma rejeição do peito mas apenas a resposta normal à estimulação da face.
A sucção consiste em três movimentos diferentes da boca e da língua, os quais provocam uma aspiração potente. Outro reflexo é a procura do seio materno: o bebé mexe a cabeça de um lado para o outro, abrindo a boca, numa tentativa de encontrar o mamilo.

Índiceasdasdfas

Um reflexo que entusiasma as mães e pais (e os irmãos…) na primeira consulta médica é o reflexo da marcha automática. Posta de pé a criança esboça passadas, do mesmo modo que, mantido à superfície da água, agita os braços e as pernas, simulando nadar. Na posição de sentado, o recém-nascido é também capaz de ensaiar tentativas de segurar a cabeça em posição vertical. É indiscutível que os bebés estão, ao nascer, «programados» para saberem sentar-se, andar, ver e até nadar.
Outro reflexo muito conhecido é o da preensão. Basta tocar na planta do pé ou na palma da mão de um bebé para ele fechar automaticamente os dedos com força. Acariciando o lado contrário o dorso do pé ou da mão – a criança abre os dedos.

O reflexo do abraço, ou de «Moro», é um reflexo de defesa, que por vezes assusta os pais. Deixando cair a cabeça para trás, o recém-nascido estende o pescoço, abre e fecha os braços e as pernas e agita-se.

O que é a Icterícia?

A icterícia 6 a coloração amarelada da pele e das conjuntivas que tom a ver com dois factos: por um lado a imaturidade do fígado do bebé, por outro a grande destruição fisiológica dos glóbulos vermelhos por o bebé passar de um ambiente pouco oxigenado (como o útero) para um ambiente cheio de oxigénio. Precisará, pois, de menos glóbulos e os produtos de destruição desses glóbulos, se o fígado ainda não estiver bem preparado, dão origem a um produto amarelo, a bilirrubina, que vai colorir a pele e os tegumentos.

As “Ciências fisiológicas (normais) começam aos dois dias de vida, e o bebé está bem, com as fezes bem coradas e o xixi normal. As patológicas, como as que estão ligadas a incompatibilidade dos grupos sanguíneos, começam logo a seguir ao parto e dão sintomas.

De qualquer forma, uma coisa que nunca se deve usar é a água das pedras, como era costume em algumas regiões dos pais. Só irá servir para o bebé se encher de ar e ficar com gases e cólicas Na maternidade fazem imediatamente a distinção entre o tipo de icterícia. E se for fisiológica (por vezes prolongada mais peto facto de o bebé estar a mamar ao peito, mas sem que isso traga qualquer problema) o que se deve fazer é esperar…

Comentários

Os Reflexos | Para Pais.