O que fazer?



A maioria das sinusites são diagnosticáveis pelos sintomas e pela história…e se se pensar que uma criança também pode ter sinusite. Em alguns casos mais graves poderá ser necessário realizar uma TAC. Passada a fase mais precoce, que pode melhorar só com tratamento local e um anti-inflamatório, geralmente é mesmo necessário um antibiótico, a receitar pelo médico. Além disso, a desobstrução nasal, com soro, preparados de água do mar e gotas ou géis descongestionantes pode ajudar. Assoar-se com frequência é conveniente.

Uma medida que alivia a dor e aumenta o conforto é massajar cuidadosamente as áreas afetadas: sobretudo a testa e a região dos malares e maxilares. Em casos graves ou que não passam poderá ter de se internar a criança (porque estamos perante um «abcesso» num espaço fechado, e junto a zonas «nobres»).

Principalmente as etmoidites podem ser complicadas pela área que atinge, bem como as infeções dos seios esfenoidais. É comum, como se disse, a extensão da sinusite etmoidal aos tecidos à volta dos olhos com contaminação da órbita – uma situação grave.

Comentários

O que fazer? | Para Pais.