Identificar o cansaço da alma, do espírito e da mente…



Algumas vezes, a causa do cansaço reside em situações do foro psíquico, a sensação de estar sem entusiasmo ou motivação, muitas vezes associada à desilusão e à frustração. Esta «falta de forças» mental condiciona astenia e cansaço físico:

  • uma vertente tem a ver com os estados de alma – quando se está triste ou melancólico, também se tem menos apetência para grandes atividades físicas, caso em que «tudo o que se faça cansará». É normal (e desejável) estar-se triste mas, obviamente, quando a tristeza dura muito tempo ou entra em níveis de depressão, então já exige uma atitude – o cansaço pode ser um dos primeiros sintomas, equiparando-se a outros sintomas designados por «equivalentes depressivos», como dores de cabeça, baixa de apetite, dores de estômago, perda de interesse pelas atividades do dia-a-dia, andar «embezerrado», problemas de sono (acordar muitas vezes durante a noite ou acordar muito cedo) e dificuldades de concentração, entre outras:
  • a tentativa efe chamai as atenções, seja porque a criança se sente à margem da vida da família, seja porque se sente desprezada ou está em sofrimento e quer que alguém lhe ligue, pode ser uma razão para os nossos filhos referirem cansaço. «Sinto-me cansada.» É uma queixa que desperta o interesse dos pais, mais do que se tossir ou espirrar. Algumas vezes, mesmo sem sentir nada de especial, levam a sua «representação» até ao fim, sujeitando-se inclusivamente a análises e exames;
  • quando existe uma pessoa doente no aglomerado familiar ou no círculo de amigos, as crianças podem, também elas, ter sintomas, de origem psicossomática, mas nem por isso menos reais. O cansaço é um deles.

Comentários

Identificar o cansaço da alma, do espírito e da mente… | Para Pais.