Gelados



«Posso comer um gelado, Mãe? Posso? É só mais um…». Quando nos olham com «aqueles» olhos, não conseguimos resistir, mesmo que nesse dia já seja o «enésimo».

Convém manter uma certa disciplina e negociar com as crianças, de preferência antes das férias, qual vai ser a «política gelada» – um por dia poderá ser uma solução.

Entre os diversos gelados, não é obrigatório escolher logo os mais caros e maiores – há gelados pequenos, de leite ou de frutos, que são menos calóricos e mais baratos.

E atenção: se um gelado está deformado, então é porque já congelou e descongelou, ou seja, não deverá ser consumido. O mesmo se estiver mole. Provavelmente, para poupar energia, o dono da loja desliga a electricidade à noite pensando que a arca «aguenta». Ensinem os vossos filhos a escolher, mas expliquem porque é que recusaram aquele gelado ou aquela loja, para não ser entendido por eles como uma forma sub-reptícia de não comprarem o gelado.

Comentários

Gelados | Para Pais.