Gastroenterite aguda



A gastroenterite aguda é frequente nos bebés e é causada por micróbios: mais frequentemente vírus, seguindo-se as bactérias e mais raramente os parasitas.

As intoxicações por químicos ou outros agentes podem causar sintomas semelhantes.

O mecanismo é muito simples: o agente entra, e é reconhecido pelo estômago como indesejável. Dá-se assim a tentativa de o expulsar, através dos vómitos. Se parte do agente consegue passar o estômago e atingir o intestino, aí cabe a este «mangueirar» o agente para fora, na forma de diarreia.

A maioria destas situações passa espontaneamente, mas o perigo é a desidratação. E necessária mais água para expulsar o agente que provocou a gastroenterite.

Mas, se a criança está a vomitar e enjoada, a ingestão de líquidos fica comprometida. Acresce que o estômago, porque se contrai e porque tem a sua mucosa «dorida», recusa-se a aceitar alimentos podendo, sobretudo em bebés ou crianças debilitadas, atingir-se rapidamente uma desidratação grave. Se houver febre ou respiração acelerada, ou se estiver calor, como agora no Verão, a perda de água ainda é mais significativa.

Para além dos vómitos e da diarreia, podem surgir outros sintomas: algumas bactérias invadem a parede do intestino, provocando ulcerações da mucosa com aparecimento de muco, sangue e pus nas fezes. Outras podem mesmo invadir a corrente sanguínea, dando sinais gerais de infecção febre, mal-estar, quebra acentuada do estado geral, entre outros.

Diarreia, numa criança, é o aumento do número de dejecções e diminuição da sua consistência, em relação ao que é normal para essa criança.

Comentários

Gastroenterite aguda | Para Pais.