Distrofia muscular



A distrofia muscular é uma doença genética que vai gradualmente enfraquecendo os músculos do corpo. A causa é genética e o problema reside no insuficiente fabrico de proteínas que vão mantendo e renovando a massa muscular.

Uma criança com esta situação começa a perder capacidades que já tinha adquirido, como sentar-se, andar, respirar sem dificuldade e mexer bem os braços e as pernas, com os problemas de saúde inerentes.

Os sintomas começam, em média, a partir dos 2 anos de vida, manifestando a falta de força ou perda progressiva da competência nas áreas já adquiridas. A marcha em bicos de pés pode ser um sinal precoce (depois de uma criança já ter andado bem).

Um achado físico e o engrossamento dos músculos das pernas, que são substituídos por gordura. Sempre que os pais suspeitem de algum problema deverão falar ao médico-assistente e tentar saber, também, se na família houve algum caso parecido, pois pode ajudar a caracterizar o tipo de situação.

O diagnóstico passa por vários exames, ao sangue e aos músculos, bem como genéticos. Há vários tipos de distrofia muscular, sendo a mais conhecida a de Duchenne, que afeta os rapazes (podendo ser as raparigas portadoras). Os sintomas aparecem pelos 4-5 anos.

Comentários

Distrofia muscular | Para Pais.