Demasiados acidentes, e a necessidade de «atores» empenhados



Segundo dados oficiais, ocorrem por ano mais de cinquenta mil acidentes nas escolas
portuguesas, com consequências suficientemente graves para levar as crianças às urgências hospitalares ou dos centros de saúde. Se juntarmos a estes, um número provavelmente superior de ferimentos, lesões e traumatismos assistidos noutros locais (nos centros de saúde, nas próprias escolas ou em casa), o panorama é realmente assustador, exigindo uma resposta por parte da Comunidade Educativa.

Os educadores, estando na primeira linha do desenvolvimento pedagógico e da relação
educativa, sendo os principais responsáveis, no Espaço Escolar, pela aquisição, desenvolvimento e sedimentação das competências académicas e sociais, e mantendo uma relação privilegiada com os restantes vectores da Comunidade Educativa, designadamente os funcionários da escola e as famílias, constituem um recurso fundamental e imprescindível na melhoria da segurança escolar e, consequentemente, na diminuição do flagelo dos traumatismos, ferimentos e lesões acidentais.

Comentários

Demasiados acidentes, e a necessidade de «atores» empenhados | Para Pais.