Cortes com latas



Uma criança pode cortar-se com uma lata ao abri-la, a manipular uma lata já aberta, manipular a tampa da lata (por exemplo para a deitar para o lixo) ou mexer em sacos de lixo ou outros contentores onde está uma destas tampas cortantes. As tampas e as superfícies das latas funcionam como autênticos bisturis, fazendo cortes finos, profundos e geralmente longos, que sangram bastante e que necessitam frequentemente de serem suturados («levar pontos»).

Há que ensinar as crianças a manipular corretamente as latas, e protegê-las dos perigos mais comuns:

  • escolher latas de «abertura fácil», com uma argola, tipo «borboleta», pela qual se puxa; abrir a lata devagar, segurando-a bem, e fazendo movimentos de «vai-vem», de forma a descolar lentamente a tampa da parte de baixo (além disso, ajuda a não entornar o conteúdo, o que poderá acontecer se fizermos movimentos rápidos);
  • nunca agarrar com os dedos na face lateral da tampa;
  • tirar todo o conteúdo da lata, mesmo que não se vá logo utilizar (e guardar numa caixa hermética ou noutro local), para evitar ter de a manipular mais. Não esquecer que os adultos abrem as latas mas que, se elas ficarem no frigorífico, muitas vezes são as crianças que depois as vão manipular para, por exemplo, preparar um lanche;
  • ao deitar uma lata e a respetiva tampa fora, há que ter o cuidado de não perfurar o saco do lixo de forma a poder cortar alguém que lhes mexa, e pode ser o nosso filho que, educadamente, foi deitar qualquer coisa no lixo. Melhor será deitar a lata nos contentores próprios para posterior reciclagem.

Comentários

Cortes com latas | Para Pais.