Acordar mal-humorado



Algumas crianças acordam alegres, cantarolam, e ficam a brincar até os pais irem ter
com elas.

Outras não – quando acordam choram, parecem infelizes, inconsoláveis. É importante
que, mesmo que o relógio nos pressione, não assumamos logo uma postura de intransigência e de exigência. Uma criança amedrontada não estará disponível para ouvir «bons conselhos», sobretudo se forem dados com uma voz tronituante.

É preciso dar mimo, fazer um acordar vagaroso e gradual – às vezes os pais abrem as
cortinas ou os estores de repente, entrando muita luz, e há crianças que não aceitam bem essa transição brutal.

O mau humor matinal pode dever-se ou ser agravado pela hipoglicemia. Depois de um jejum nocturno de muitas horas, a criança precisa de comer, caso contrário, em cada minuto acordada, o açúcar no sangue ainda baixará mais, causando irritabilidade e impaciência.

Dar um copo de leite ou sumo quando a criança ainda está na cama pode, quase como um
milagre, transformar radicalmente o humor.

De qualquer modo, cada um tem o seu acordar – como os adultos, aliás – e o que temos
de entender é como os nossos filhos funcionam e dar-lhes o tempo e a atitude de que
necessitam. O despertador, as filas de trânsito e a pressão das horas terão de esperar – aliás, se se gastar um bocadinho de tempo com este processo ganha-se tempo no resto (higiene, etc.) e, sobretudo, boa disposição.

Comentários

Acordar mal-humorado | Para Pais.