A gravidade das queimaduras



As queimaduras podem dividir-se em três tipos, conforme a lesão que causam – a resposta terapêutica difere muito de umas para outras:

  • primeiro grau – causadas habitualmente por um contacto breve com o calor (ou mais prolongado, mas com fontes de calor mais vagas, como o sol), causam vermelhidão, dor e um pouco de inchaço no local;
  • segundo grau – mais graves, resultam em bolhas (flitenas) e grande vermelhidão, com dor intensa;
  • terceiro grau – profundas, com lesão e destruição dos tecidos, podendo não causar dor porque os nervos sensitivos ficam queimados (a queimadura por eletricidade pode causar lesão interna sem nenhuma alteração à superfície).

As queimaduras podem pôr em causa a vida ou deixar sequelas físicas e psicológicas que, frequentemente, exigem múltiplas intervenções cirúrgicas e internamentos. A taxa de hospitalização é, aliás, muito elevada e as queimaduras são o grupo de lesões acidentais que maior duração de internamento têm, para além de um enorme sofrimento.

À ação do calor junta-se, frequentemente, a libertação de gases e de fumos que podem causar intoxicações e lesões gravíssimas da árvore respiratória – muitas das vítimas de incêndios morrem devido a problemas respiratórios e não pelo fogo em si.

Comentários

A gravidade das queimaduras | Para Pais.